PDT anuncia sa?da da base governista e PTB se declara independente

4
0
COMPARTILHE

Dois partidos da base governista anunciaram nessa quarta-feira (5) o distanciamento da base e se declararam independentes em relação às votações da Câmara. Líder do PDT, o deputado André Figueiredo (CE) disse que seu partido não irá mais participar das reuniões dos líderes da base governista e terá, a partir de agora, uma postura de independência em relação ao governo.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo Figueiredo, os próximos passos da legenda serão decididos pela direção nacional. O líder do PDT afirmou que a gota d’agua para a decisão são as acusações feitas ao partido pela liderança do governo, que tem acusado o PDT de ”traidor”. “Somos tachados de traidores pela liderança do governo. Isso tem sido feito de forma recorrente.” Durante a votação das medidas provisórias do ajuste fiscal, o PDT se posicionou contra a orientação do Palácio do Planalto.

“Não admitiremos mais sermos chamados de infiéis ou traidores. Nunca traímos a bandeira defendida por Leonel de Moura Brizola, nosso líder maior”, acrescentou Figueiredo. O líder informou que comunicou a posição da bancada ao ministro do Trabalho, o pedetista Manoel Dias, e também ao presidente da legenda, Carlos Lupy.

Líder do PTB, o deputado Jovair Arantes (GO) anunciou no plenário da Câmara que a bancada se reuniu e decidiu assumir posição de independência em relação às votações de interesse do governo. “A bancada declara independência com relação às votações na Casa e reserva o direito de votar como quiser.”

O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), informou que, no caso do PTB, tudo foi feito com diálogo. Quanto ao PDT , ele só tomou conhecimento após o discurso do líder do partido no plenário da Câmara.

Guimarães explicou que a lição tirada quando foi rejeitado requerimento para retirar de pauta a proposta de emenda à Constituição (PEC 443) e com a decisão das lideranças de votar a matéria, é que “ temos de refazer a base. A ordem é estarmos unidos. Temos de dialogar com os ministros que são das cotas dos partidos. É preciso refazer a base”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas