Pelo menos 11 pessoas s?o internadas ap?s comerem salgados em festa na Para?ba

21
COMPARTILHE

Pelo menos 11 pessoas que participaram de uma festa infantil do município de Santa Helena, no Sertão a 498 quilômetros de João Pessoa, precisaram ser hospitalizadas nessa quarta-feira (17), após comerem salgados servidos aos participantes.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com informações do Hospital Universitário Júlio Bandeira, no município vizinho de Cajazeiras, para onde a maior parte dos pacientes foram encaminhados, foram atendidas nove crianças e um adulto com sintomas de intoxicação alimentar.

Das pessoas atendidas no hospital infantil da UFCG, conhecido como HU de Cajazeiras, apenas uma criança permaneceu internada até esta quinta-feira (18), mas no fim da tarde já tinha recebido alta.

Outra pessoa atendida naquela unidade foi uma mãe de uma das vítimas que chegou passando mal e recebeu atendimento lá mesmo. Uma outra mãe procurou a Unidade de Pronto Atendimento de Cajazeiras onde foi medicada, ficou em observação e recebeu alta na quarta-feira.

A coordenadora de Atenção Básica da Prefeitura do município onde ocorreu a festa, Helena Bruna, informou que uma amostra do alimento que possivelmente causou a intoxicação foi encaminhada para exames laboratoriais e só depois do resultado é que a Saúde do Município saberá que providências tomar diante do caso.

Ela informou que o número de pessoas intoxicadas é maior que o que foi hospitalizado e a maioria de adultos. Ela constatou que além das pessoas atendidas nas unidades médicas de Cajazeiras, outras, apesar de se sentirem mal, não procuraram atendimento médico.

Bruna Helena contou que a festa aconteceu em um escola da cidade na manhã da quarta-feira e foi proporcionada pela mãe de um dos alunos que estava aniversariando. Ela contou ainda que procurou os fornecedores dos salgados, mas foi informada que a produção do alimento foi feito segundo os padrões e os fabricantes não souberam informar o motivo da contaminação.

“Nós estamos investigando para saber quantas pessoas realmente foram intoxicadas e as causas. Só depois poderemos tomar as providências necessárias para o caso, entre elas orientar as pessoas a terem os cuidados com a fabricação, armazenamento e transporte de alimentos”, reforçou.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas