Pelo menos 11 pessoas s?o internadas ap?s comerem salgados em festa na Para?ba

0
COMPARTILHE

Pelo menos 11 pessoas que participaram de uma festa infantil do município de Santa Helena, no Sertão a 498 quilômetros de João Pessoa, precisaram ser hospitalizadas nessa quarta-feira (17), após comerem salgados servidos aos participantes.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com informações do Hospital Universitário Júlio Bandeira, no município vizinho de Cajazeiras, para onde a maior parte dos pacientes foram encaminhados, foram atendidas nove crianças e um adulto com sintomas de intoxicação alimentar.

Das pessoas atendidas no hospital infantil da UFCG, conhecido como HU de Cajazeiras, apenas uma criança permaneceu internada até esta quinta-feira (18), mas no fim da tarde já tinha recebido alta.

Outra pessoa atendida naquela unidade foi uma mãe de uma das vítimas que chegou passando mal e recebeu atendimento lá mesmo. Uma outra mãe procurou a Unidade de Pronto Atendimento de Cajazeiras onde foi medicada, ficou em observação e recebeu alta na quarta-feira.

A coordenadora de Atenção Básica da Prefeitura do município onde ocorreu a festa, Helena Bruna, informou que uma amostra do alimento que possivelmente causou a intoxicação foi encaminhada para exames laboratoriais e só depois do resultado é que a Saúde do Município saberá que providências tomar diante do caso.

Ela informou que o número de pessoas intoxicadas é maior que o que foi hospitalizado e a maioria de adultos. Ela constatou que além das pessoas atendidas nas unidades médicas de Cajazeiras, outras, apesar de se sentirem mal, não procuraram atendimento médico.

Bruna Helena contou que a festa aconteceu em um escola da cidade na manhã da quarta-feira e foi proporcionada pela mãe de um dos alunos que estava aniversariando. Ela contou ainda que procurou os fornecedores dos salgados, mas foi informada que a produção do alimento foi feito segundo os padrões e os fabricantes não souberam informar o motivo da contaminação.

“Nós estamos investigando para saber quantas pessoas realmente foram intoxicadas e as causas. Só depois poderemos tomar as providências necessárias para o caso, entre elas orientar as pessoas a terem os cuidados com a fabricação, armazenamento e transporte de alimentos”, reforçou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas