Pesquisa aponta sono como causa de grande parte dos acidentes de trânsito; vídeo

79
0
COMPARTILHE

A Associação Brasileira de Neurologia divulgou uma pesquisa que mostra números alarmantes de motoristas que dirigem ou já dirigiram com sono. Segundo o levantamento, 16% dos condutores de veículos já admitiram que se envolveram em acidentes por causa do sono e 23% disseram que conduzem automóveis uma ou duas vezes por semana sonolentos. Comente no fim da matéria e confira vídeo abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O estudo indica também que mais da metade dos motoristas chega a parar no acostamento das pistas por estar com sono. O que mais assusta, no entanto, é o que dizem 10% dos condutores, que afirmam sempre dirigir sonolentos.

O perigo que esses motoristas representam é grande, pois um cochilo de quatro a cinco segundos pode provocar um acidente, podendo envolver outros veículos e levar a graves consequências. Em uma situação como essa, caso o veículo esteja trafegando a 90 km/h, percorre 10 metros com o condutor dormindo. Nesse trajeto, pode, dentre diversas possibilidades, sair da faixa em que segue, atravessar a pista e bater de frente com carros que venham em sentido contrário. Quanto maior a velocidade, mais difícil é retomar o controle e parar o automóvel.

Em 2016, 94 motoristas que se envolveram em acidentes nas rodovias federais admitiram que estavam com sono. O número representa 5% dos acidentes registrados. “Esse número é menor que a realidade, porque nem todo mundo declara que cochilou enquanto dirigia. Mesmo assim é um número elevado”, revelou o inspetor Eder Rommel, da Polícia Rodoviária Federal.

Para espantar o sono, alguns motoristas tomam substâncias como café ou energéticos, assumindo o risco de provocar acidentes. A recomendação, nesses casos, é não dirigir se não tiver dormido bem à noite ou caso tenha tomado remédio que cause sonolência e, se for percorrer longas distâncias, é importante parar a cada 100 km e levar um passageiro que possa dirigir se o motorista sentir sono ou cansaço.

Confira reportagem da TV Correio:

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas