Petrobras garante que vai permanecer com cabotagem no Porto de Cabedelo

5
0
COMPARTILHE

O consultor presidente da Petrobras, Armando Sérgio Prado de Toledo, garantiu, nesta terça-feira, a permanência da cabotagem da estatal no Porto de Cabedelo. A promessa foi feita em conversa com o deputado federal Rômulo Gouveia, nesta terça-feira (4). De acordo com o parlamentar, a empresa deve anunciar oficialmente a decisão pela continuidade dos trabalhos no estado na próxima semana.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo Rômulo, Sérgio Prado advertiu que, apesar da decisão de permanência na Paraíba, a Petrobras vai se reunir com os empresários, distribuidores e representantes do porto para realizar um estudo técnico e uma adequação física do local, para evitar que a retirada da cabotagem de Cabedelo volte a ser possibilitada devido a inviabilidade da atividade na Paraíba. Há três anos a Petrobras ameaça deixar de realizar as atividades no estado apontando problemas de execução do serviço dentro dos padrões adequados.

Ainda conforme o deputado federal, a retirada das atividades da Petrobras de Cabedelo significaria um prejuízo imenso para o Estado, devido esta ser a maior atividade do porto, o que desencadearia a diminuição do recolhimento de impostos, desemprego e a elevação imediata da gasolina na Paraíba, gerando reflexos em outras atividades econômicas e sendo absorvida diretamente pelo consumidor.

O encontro de Rômulo e Sérgio Prado deu continuidade à discussão que foi iniciada na semana passada, em uma reunião entre empresários do setor, o deputado Hugo Motta (PMDB), o prefeito de Cabedelo Leto Viana, o deputado estadual João Gonçalves (PSD) e diretores da Petrobras.

Atualmente, em Cabedelo, existem três terminais de combustíveis: Tecab, Raizen e BR/Petrobras. Esses terminais distribuem em média 3 mil/m³ por dia e totalizam 65 mil/m³ de capacidade de armazenagem. A Petrobrás havia anunciado a redução em 50% da cabotagem no Porto de Cabedelo e sua transferência para o Porto de Suape, em Recife (PE).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas