Polícia alerta para golpe da venda de massageador com clonagem de cartão; entenda

0
COMPARTILHE

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa, está alertando a população para que se previna de um golpe já registrado em outros estados como São Paulo e Minas Gerais e agora notificado na Paraíba, com casos na Capital e no Sertão. Trata-se da ação de supostos ‘vendedores’ que agem de porta em porta e tentam vender um massageador elétrico, cujo valor fica entre R$ 120 e R$ 200, a preços que chegam a R$ 2 mil, com uso de cartões de crédito, que são clonados durante as negociações.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“As vítimas geralmente são idosos, de preferência que estejam sozinhos em casa para que sejam convencidos a adquirir os produtos. Os aparelhos são vendidos como originais a um preço bem superior ao de mercado, sem nenhuma documentação ou garantia de procedência e os golpistas garantem benefícios e vantagens não existentes”, disse o delegado Lucas Sá, da DDF.

“Soubemos do golpe há uma semana, quando uma vítima procurou a DDF. Ela disse que uma pessoa teria ido à residência dela e oferecido o suposto equipamento ‘milagroso’, que seria a cura de diversas doenças. O suspeito recebeu pagamento de R$ 2 mil através de uma maquineta e, dias depois, a vítima descobriu o real valor do aparelho, que na verdade é simples e não oferece as propriedades prometidas”, relatou o delegado.

Segundo ele, as investigações apontaram que o suspeito, que é de Pernambuco, foi preso há alguns dias e segue detido em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, a 468 km da Capital, onde três pessoas foram lesadas. O golpista foi reconhecido pela vítima que fez a denúncia na Delegacia de Defraudações e Falsificações. Nesta segunda-feira (27), mais três casos do golpe foram registrados, em Patos, também no Sertão, a 307 km de João Pessoa, e na própria DDF, onde mais dois idosos compareceram. A polícia ainda não apurou se essas novas ocorrências foram causadas pelo suspeito já preso.

“Não é uma pessoa só. Geralmente se passam como representantes de uma empresa da cidade de Contagem (MG). O crime é praticado há pelo menos um ano no Brasil. Com o roubo de dados dos cartões, já registramos até caso de aprovação de empréstimo consignado em nome da vítima”, acrescentou Lucas Sá, que ressalta que é importante alertar a população para a modalidade do golpe e para que os suspeitos sejam reconhecidos.

Quem tiver sido lesado ou tiver alguma informação que contribua para as investigações da polícia, pode comparecer à DDF ou realizar denúncia anônima através do número 197 (Disque Denúncia da Secretaria de Segurança e da Defesa Social do Estado).

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas