Polícia prende suspeito de atirar em diretor de presídio da PB e deixá-lo tetraplégico

4
0
COMPARTILHE

Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar prendeu o homem suspeito de ter efetuado um disparo que deixou tetraplégico o diretor da cadeia pública de Solânea, Alberto de França Costa, em maio deste ano. A prisão ocorreu no fim da noite desta quinta-feira (14), na mesma cidade onde ocorreu a tentativa de homicídio, no Brejo da Paraíba, a 130 km de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o delegado Diógenes Fernandes, que coordenou a operação, a polícia recebeu informações de que o suspeito, que estava foragido desde o dia do crime, havia voltado a Solânea. Munidos de um mandado de prisão preventiva, os agentes partiram para a ação contra o criminoso.

“Descobrimos que ele estava escondido no bairro Bela Vista, em Solânea, e, depois de mais de 15 dias de campana, conseguimos prendê-lo”, contou o delegado, revelando que o suspeito teria tentado atirar contra a polícia e foi necessário que os agentes efetuassem um disparo de advertência. Após ser detido, o homem confessou o crime.

Foi apreendido um revólver de calibre 38 com o suspeito e, além da tentativa de homicídio, ele será autuado por porte ilegal de arma. Após audiência de custódia nesta sexta (15), o detido será direcionado para a prisão.

Relembre o caso

Segundo a PM, Alberto de França estava em uma lanchonete na frente de um ginásio quando o suspeito se aproximou e efetuou um disparo, atingindo-o no pescoço.

As investigações indicaram que cinco pessoas estariam envolvidas no crime, sendo dois apenados (mandantes), um menor que mostrou o alvo, um rapaz que deu fuga – que responde por homicídio – e o executor. Os detentos e o rapaz da fuga foram levados para o presídio PB1, em João Pessoa. O menor foi liberado pelo Ministério Público.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas