Prefeito de Patos discute problemas da saúde com Sindicatos e CMS

Objetivo da reunião foi ampliar o processo de identificação das demandas existentes no município e buscar soluções para os problemas encontrados no início da gestão

Gestão | Em 17/05/17 às 08h56, atualizado em 17/05/17 às 09h08 | Por Redação
Divulgação / Coordecom Patos
Evento contou com a participação do prefeito Dinaldinho Wanderley

Servidores da saúde de Patos, entre eles, Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate as Endemias (ACE), participaram na manhã dessa terça-feira (16), de uma reunião com o prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, que foi realizada na Associação Comercial de Industrial de Patos. O objetivo da reunião foi ampliar o processo de identificação das demandas existentes no município e buscar soluções para os problemas encontrados no início da gestão.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Além do prefeito Dinaldinho, participaram da reunião a secretária de saúde, Andressa Lopes; o presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, Bosco Valadares; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Claudemir Bento; o assessor jurídico da Secretaria de Saúde, Taciano Fontes.

Para o prefeito Dinaldinho Wanderley, reuniões como estas são bastante importantes para esclarecer e tentar solucionar os problemas, já que muitos deles foram heranças recebidas de gestões passadas.

Para Bosco Valadares, o encontro entre o prefeito e as categorias, marca o início do governo, mesmo levando em consideração as dificuldades enfrentadas nos primeiros meses.

Já o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Valdemir Bento, considerou a necessidade de organização dos setores, para que o Município de Patos não venha a ser prejudicado com a perda de recursos. “Precisamos de uma parceria responsável com o município, para que Patos não seja prejudicada com a falta de recursos e tenhamos um SUS ainda mais problemático”, considerou.

A secretária de saúde, Andressa Cristina, salientou o diálogo com as categorias como fundamental para a prestação de contas das ações de governo. “Precisamos manter o diálogo como forma de equacionar os problemas de Patos e assegurar os direitos da população e das categorias”, disse.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Atenção

Fechar