Prefeito de Araruna descumpre prazo, mas diz que vai exonerar familiares

Ministério Público recomendou no dia 14 de setembro que três pessoas da família do prefeito Vital Costa (PP) fossem exoneradas. O prazo dado foi de 10 dias e até agora ninguém foi demitido

Gestão | Em 03/10/17 às 07h07, atualizado em 03/10/17 às 07h03 | Por Redação
Divulgação
Ministério Público da Paraíba

O prefeito Vital Costa (PP), de Araruna, a 165 km de João Pessoa, disse nesta segunda-feira (2) que vai cumprir uma recomendação do Ministério Público (MP) do Estado da Paraíba e exonerar alguns familiares da prefeitura da cidade. A determinação do MP, no entanto, expedida no dia 14 de setembro, deu um prazo de 10 dias para que a administração municipal exonerasse os funcionários, o que ainda não aconteceu.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio


Segundo o Ministério Público, foram constatados três familiares do prefeito que foram nomeados para cargos comissionados da prefeitura, o que configura a prática de nepotismo. Em contato com a reportagem Portal Correio, o prefeito Vital Costa disse que preferiu não recorrer e vai mesmo exonerar os funcionários.

“Eu recebi a recomendação e a gente preferiu não justificar. São pessoas que trabalham muito bem, mas depois da análise do Ministério Público eles mesmos pediram para sair. Então nos próximos dias, eles serão exonerados”, garantiu o gestor.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Atenção

Fechar