Preso na Operação Parcela Débito, advogado é demitido na Assembleia

Advogado foi preso na Operação Parcela Débito, suspeito de atuar em um grupo que supostamente praticou irregularidades na folha de pagamento do Instituto de Previdência de João Pessoa (IPM)

Mais política | Em 13/10/17 às 08h57, atualizado em 13/10/17 às 09h26 | Por Redação
Alexandre Freire / Portal Correio
Autoridades explicam Operação Parcela Débito durante coletiva

A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) dessa quinta-feira (12) publicou ato assinado pela mesa diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) demitindo o advogado Carlos Alberto de Araújo Coutinho, irmão do ex-vereador de João Pessoa, Pedro Alberto Coutinho, morto em maio deste ano. A publicação pode ser conferida na página 1, do DOE.

Leia também: Polícia prende 19 pessoas durante operação que investiga fraude em órgão da PMJP

Carlos Alberto Coutinho foi preso no dia 24 de agosto, na Operação Parcela Débito, suspeito de atuar em um grupo que supostamente praticou irregularidades na folha de pagamento do Instituto de Previdência do Município de João Pessoa (IPM).

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

De acordo com o Ministério Público, o grupo teria desviado R$ 30 milhões dos cofres do IPM. À época, 19 pessoas foram presas, sendo 13 servidores públicos da prefeitura da Capital.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Atenção

Fechar