Preço do feijão em João Pessoa sobe quase 78% de janeiro a novembro deste ano

6
0
COMPARTILHE

Em novembro de 2016, o custo total dos gêneros alimentícios que compõem a cesta básica de alimentos em João Pessoa apresentou uma redução de -3,85% em relação a outubro e custou R$ 370,65. No ano, o aumento foi de 14,14%. Entre as 27 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), João Pessoa passou a ser a 5ª capital com o menor custo da cesta básica de alimentos, caindo duas posições se comparado a outubro. Entre as capitais do Nordeste, João Pessoa continua com o 5º maior custo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Entre outubro e novembro, sete produtos apresentaram alta de preço, a saber: a farinha de mandioca (2,15%), o açúcar (2,11%), o arroz (1,89%), o óleo de soja (0,78%), a manteiga (0,50%), o pão (0,11%) e a carne (0,04). Foi observado reduções no valor do tomate comum (-17,57%), do feijão (-12,64%), do leite (-3,78%), da banana (-2,93%) e do café (-0,17%).

De janeiro a novembro 2016, todos os produtos registraram variação positiva em seus preços, exceto o tomate comum que obteve uma redução de -19,10%. Os principais aumentos se deram nos preços do feijão (77,87%), da manteiga (62,85%), da farinha de mandioca (39,18%) e do açúcar (32,88%). Outros produtos apresentaram aumento em seus preços: o leite (28,11%), o café (25,27%), o arroz (19,16%), a banana (17,75%), o óleo de soja (7,22%), a carne (4,58%) e o pão (2,72%).

O trabalhador pessoense cuja remuneração equivale ao salário mínimo, necessitou cumprir, em novembro, jornada de 92 horas e 40 minutos, menor do que as 96 horas e 23 minutos registradas em outubro. Em novembro de 2016, o custo da cesta básica em João Pessoa comprometeu 45,78% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). No mês de outubro o percentual exigido foi de 47,62%, mostrando uma redução ao mês referido.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas