Prefeitos de 21 cidades paraibanas se reúnem para criar Consórcio de Desenvolvimento Social

87
0
COMPARTILHE

No próximo dia 3 (fevereiro), a União Brasileira de Municípios (UBAM) vai reunir prefeitos de 21 cidades paraibanas, onde discutirão assuntos relacionados à política social, lixo, esgoto sanitário, meio ambiente, abastecimento de água e ações compartilhadas da saúde pública. As cidades de Alhandra, Bayeux, Caaporã, Caldas Brandão, Capim, Cuité de Mamanguape, Conde, Cruz do Espírito Santo, Ingá, Itabaiana, Juripiranga, Lucena, Marí, Mataraca, Mogeiro, Pedras de Fogo, Pilar, Pitimbú, Santa Rita, Sobrado e Sapé terão seus representantes no evento, que criarão o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Social.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo o presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Léo Santana, as ações compartilhadas por vários entes federados fortalecem ainda mais a gestão pública como um todo, principalmente para o enfrentamento da crise que assola o país, o que, segundo ele, tem fragilizado fortemente os municípios.

Léo Santana ainda reclama do descaso de alguns gestores municipais, estaduais e federais.

“O lixo que é produzido diariamente deveria ser um vetor do desenvolvimento das cidades, através da geração de emprego e renda, produção de energia, adubo, gás e reciclagem. Porém, o que temos é um grande número de lixões a céu aberto, aterros sanitários insuficientes e ineficientes e uma imensa população de catadores vivendo de forma subumana. Parece que não há lei no país e sempre se esconde a sujeira debaixo de um tapete”.

A criação do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Social, segundo o presidente da UBAM, terá o apoio do Ministérios da Cidade, Integração Nacional e Meio Ambiente, que disponibilizarão aporte de recursos necessários para a instalação de uma grande usina de transformação e aprimoramento do lixo, gerando divisas para os municípios partícipes, resolvendo de vez o problema de acúmulo de lixo nas cidades.

“O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Social garantirá eficiência nas administrações, tanto na execução de políticas públicas como na viabilização de objetivos comuns entre eles, com recursos do governo federal. É preciso garantir aos municípios condições financeiras para diversas ações públicas que não estão sendo possíveis por conta do enfraquecimento econômico dos menores entes federados”, finalizou Léo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas