Prefeitura de Boa Vista rescinde contrato com empresa que não forneceu medicamentos

10
0
COMPARTILHE

A Prefeitura de Boa Vista, na região metropolitana de Campina Grande, rescindiu nessa quarta-feira (10), o contrato com a empresa vencedora da licitação que deveria fornecer medicamentos para o reabastecimento da farmácia básica do município. Após reiteradas notificações, a empresa deixou de fornecer medicamentos essenciais para distribuição gratuita pela prefeitura.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

A empresa, que deveria fornecer os medicamentos, não atendeu ao primeiro pedido realizado em janeiro, apresentando desde então diversas pendências como a entrega parcial de alguns remédios ou não entregando nenhum item solicitado posteriormente. A licitante vencedora do pregão presencial nº 060/2017 foi a empresa Maceió Med Distribuidora De Produtos Hospitalar Ltda.

De acordo com o prefeito, desde que a empresa começou a apresentar problemas no fornecimento, são cobradas informações. “Desde o início de fevereiro a prefeitura cobra informações e o atendimento ao contrato, alegando a empresa diversos problemas e se comprometendo a cumprir, não atendendo nenhuma vez os prazos acordados”, revela André Gomes.

Após diversos contatos, notificações extrajudiciais e oportunidades de atendimento, a empresa deixou de honrar o compromisso firmado em processo licitatório, ficando a Prefeitura de Boa Vista impossibilitada de atender a população, sobretudo com o fornecimento de medicamentos utilizados para tratamento de hipertensão e diabetes.

“Tivemos problemas com essa empresa, onde deixamos de oferecer à população medicamentos importantes e de uso contínuo, por essa razão resolvemos suspender a empresa que não poderá participar de licitações ou contratar com a prefeitura pelo período de dois anos” confirma o prefeito de Boa Vista.

FORNECIMENTO GRATUITO

A Prefeitura de Boa Vista fornece gratuitamente uma série de medicamentos de uso contínuo e insumos, que atendem o tratamento e controle de diversas enfermidades. Esse ano já foram investidos R$ 87.409,21 na compra desses produtos que são dispensados através da Farmácia Básica, tendo a prefeitura recebido de repasses federais apenas R$ 2.687,28 mensais.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas