Presidente Michel Temer garante independência da operação Lava Jato

12
0
COMPARTILHE

O presidente da República interino, Michel Temer, afirmou, nesta quarta-feira (1º), que não haverá ingerência do governo federal nas investigações da Operação Lava Jato. Durante a posse dos novos presidentes de entidades públicas, Temer ainda pediu que os novos empossados atuem de acordo com o interesse público e dentro da legalidade.

 Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“Eu quero revelar pela enésima vez que ninguém vai interferir na Lava Jato”, garantiu o presidente interino.  “A toda hora, eu leio uma notícia que o objetivo é derrubar a Lava Jato. Por isso que eu tomei a liberdade, sem nenhum deboche, de dizer pela enésima vez: não haverá a menor possibilidade de qualquer interferência do Executivo nessa matéria”, completou.

Aos novos empossados, Temer pediu que se empenhem para “trabalhar duro, ter o interesse público como horizonte, preservar a ética e a transparência na gestão em todas as decisões, estimular a eficiência e os eficientes, estar em sintonia com os anseios da sociedade e ser absolutamente intransigente com tudo que se afaste da estrita legalidade”.

Durante a cerimônia, tomaram posse Maria Silvia Bastos Marques, no cargo de Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Paulo Rogério Caffarelli, no cargo de Presidente do Banco do Brasil; Gilberto Occhi, no cargo de Presidente da Caixa Econômica Federal; Pedro Parente, no cargo de Presidente da Petrobras e Ernesto Lozardo, no cargo de Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O presidente interino Michel Temer participou, no Palácio do Planalto, da cerimônia de posse de Maria Silvia Bastos Marques, no cargo de presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Paulo Rogério Caffarelli, no cargo de presidente do Banco do Brasil; Gilberto Occhi, no cargo de presidente da Caixa Econômica Federal; Pedro Parente, no cargo de presidente da Petrobras; e, também, Ernesto Lozardo, no cargo de presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Segundo o presidente, o governo já apresentou, em menos de 20 dias, uma agenda positiva para reverter a crise pela qual se encontra o Brasil. Temer citou como exemplos a diminuição da estrutura da administração pública e a aprovação da nova meta fiscal pelo Congresso Nacional. O presidente também lembrou que o Executivo enviará ao Poder Legislativo um projeto que limita os gastos públicos. Porém, Temer garantiu que os percentuais de investimentos em saúde e educação não serão modificados.

Michel Temer enfatizou que o Estado que a sociedade brasileira quer é o que oferece oportunidades para o progresso e empreendedorismo e que a nova equipe econômica terá os olhos voltados para o Brasil. O presidente reforçou, ainda, que o governo buscará a eficiência na gestão pública, com foco no crescimento sustentado.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas