Preso na PB suspeito de matar jovem com um golpe de faca no coração

10
0
COMPARTILHE

A Delegacia de Crimes Contra Pessoa (Homicídios) de Campina Grande cumpriu, na tarde desta quinta-feira (25), um mandado de prisão expedido contra um suspeito de 40 anos, investigado por homicídio. Ele foi preso quando prestava depoimento na Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE).

Leia mais Notícias no Portal Correio

A polícia chegou até o suspeito durante as investigações de um assassinato que aconteceu em fevereiro deste ano no bairro do Quarenta, na Zona Sul de Campina Grande. O jovem assassinado, de 28 anos, foi ferido com um golpe de faca que atingiu o coração. As imagens de um circuito de segurança instalado do lado de fora de uma residência mostram o momento em que a vítima já ferida entra correndo na rua, mas na gravação não aparece o autor do crime.

Quando os policiais civis da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa chegaram ao local, foram informados de que a vítima estava conversando com três mulheres quando um homem chegou e começou a falar com uma delas. O casal começou uma discussão e foi aí que o suspeito pegou a faca e desferiu o golpe contra o jovem. As mulheres que testemunharam o crime foram ouvidas e uma delas disse que tinha um relacionamento com o suspeito e que ele teria praticado o crime porque ela não quis ir embora com ele.

“Ela disse que o autor do homicídio era um paulista que estava morando em um beco no bairro do Quarenta. Seguimos até o local, mas ele não foi encontrado. Depois, a nossa equipe recebeu a informação de que o suspeito estava no bairro da Glória, na Zona Leste da cidade. Realizamos várias diligências na área e, como das outras vezes, ele fugiu. Hoje ele foi conduzido para a DRE suspeito de tráfico de drogas. Quando o banco de mandados foi consultado, a equipe viu que ele já era procurado por homicídio. Nossa equipe foi acionada e ele foi preso”, disse o delegado Francisco de Assis.

Durante o depoimento, o detido confessou que atingiu a vítima com um golpe de faca, mas alegou que não sabia que ela tinha morrido. Já o motivo do crime, segundo ele, seria ciúmes da namorada. O suspeito foi encaminhado para o Instituto de Polícia Cientifica (IPC) para fazer exame de corpo de delito. Em seguida, ele foi encaminhado para a carceragem da Central de Polícia para aguardar pela audiência de custódia prevista para acontecer nesta sexta-feira (26).

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas