Presos suspeitos de envenenar achocolatado que teria provocado morte de criança

19
0
COMPARTILHE

Dois homens foram presos suspeitos de colocar veneno em achocolatado que pode ter causado a morte de um menino de dois anos de idade na semana passada, em Cuiabá, Mato Grosso. Os pais da criança informaram à polícia que a bebida foi doada por um vizinho. Depois do ocorrido, a mãe e um tio do menino provaram o produto. Eles sentiram náuseas e tonturas e o tio precisou ser levado a um hospital.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Até a publicação desta matéria, a polícia não tinha dado detalhes sobre as prisões, nem sobre laudos que possam confirmar o envenenamento, mas já havia descartado hipótese de problema de fábrica do produto. Esses detalhes devem ser divulgados em entrevista coletiva marcada para acontecer ainda nesta quinta-feira.

Por causa da morte da criança, que passou minutos após tomar o achocolatado Itambezinho, a Anvisa proibiu a comercialização de um lote da bebida.

Em nota enviada ao Portal Correio, a Itambé, empresa responsável pela fabricação do produto, disse que o episódio foi esclarecido pela polícia e que ficou descartado qualquer problema de contaminação no Itambezinho.

“A Itambé reforça que desde o dia 25/05, data de fabricação do lote em questão, já foram comercializadas mais de 5 milhões de unidades e não foram registradas reclamações de nenhuma natureza.

A empresa lamenta o ocorrido, se solidariza com a dor da família e reforça seu compromisso com os consumidores brasileiros ao entregar produtos da mais alta qualidade”, disse a nota..

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas