Presos suspeitos de estuprar e assassinar idosa com pancadas na cabe?a, na Para?ba

22
0
COMPARTILHE

Dois homens foram presos, durante a manhã desta segunda-feira (25), suspeitos de estuprar e assassinar uma idosa. O crime foi praticado no dia 16 deste mês, em uma localidade conhecida como Campo Comprido, na Zona Rural do município de Patos, no Sertão paraibano, a 320 km de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o delegado Gaudêncio Neto, da Delegacia de Homicídios em Patos, a polícia chegou aos suspeitos após conseguir informações de que eles frequentavam a comunidade onde aconteceu o crime.

“Recebemos informações de um possível suspeito, que frequentava a comunidade, e o chamamos para depor. Durante o depoimento, notamos que ele estava muito contraditório e mentia, mas como não tínhamos elementos suficientes para prendê-lo decidimos pela liberação. No sábado (23), ouvimos pessoas da comunidade e eles apontaram para outro homem, que têm familiares morando no município de São José do Bonfim, que fica perto da comunidade onde ocorreu o crime. Os moradores locais disseram que dias antes do crime, esse rapaz começou a frequentar a casa da idosa, comprando mantimentos para ela, mas após isso pertences dela estavam desaparecendo”, contou o delegado.

Na manhã desta segunda, a polícia foi até São José do Bonfim, onde o suspeito estava, para colher depoimento, mas ao chegar ao local o homem acabou confessando o crime e foi preso.

Na delegacia, o suspeito também apontou um comparsa como coautor do crime. Ainda segundo o delegado, o segundo suspeito foi preso no bairro Mutirão, em Patos.

“Esse segundo suspeito é o rapaz que colhemos depoimento na sexta-feira. Eles disseram que queriam apenas roubar o celular da idosa. Com base na confissão já solicitamos a prisão preventiva dos suspeitos e estamos aguardando a ordem do juiz para encaminhar os dois ao presídio”, concluiu o delegado.

Entendo o caso

A idosa foi encontrada morta no dia 17 deste mês por um homem que iria fazer reparos no telhado da casa dela. Segundo a polícia, o homem chamou pela idosa na manhã do dia 17, mas como ela não atendeu os chamados ele teria arrombado a porta e encontrado a mulher morta em uma rede.

Inicialmente tratado como morte natural, o crime só foi descoberto após a realização de um exame cadavérico no corpo da idosa. No exame ficaram constatadas marcas de agressões na cabeça, ocasionando traumatismo craniano, além do estupro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas