Prima e Instituto Musica Brasilis fazem tr?s concertos no fim do m?s

4
0
COMPARTILHE

Alunos do Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima) vivem momentos de expectativa e de ensaios puxados para as apresentações com músicos do Instituto Musica Brasilis, no fim deste mês. Ao todo, serão realizados três concertos, sendo o primeiro em João Pessoa; o segundo Cabedelo; e o terceiro em Campina Grande. O repertório vai contemplar composições de Heitor Villa-Lobos, um dos maiores compositores da música erudita com nuances regionais, e de Edmundo Villani-Côrtes, considerado um dos maiores maestros brasileiros.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

O maestro Alex Klein, gestor do Prima, destacou que a parceria com o Instituto Musica Brasilis, que conta com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), é uma oportunidade para que os alunos do Projeto ampliem os horizontes e enriqueçam a aprendizagem musical. “É notório o entusiasmo dos alunos, assim como dos professores. Todos têm ciência de que estarão ao lado de músicos competentíssimos, do Rio de Janeiro e São Paulo, e estão ensaiando com muito afinco. Estão, em resumo, aliando o esforço ao talento”, disse.

Alex Klein enfatizou ainda que momentos como este servem também para que o Prima troque ainda mais experiência com o restante da Paraíba. “O Projeto vai de Cabedelo a Cajazeiras, com a filosofia de incluir, de se desenvolver de forma igualitária, dando oportunidade a todos os alunos. Porém, em momentos como esse, devemos reconhecer que fortalecemos ainda mais essa filosofia, fazendo com que alunos e professores, estejam no Litoral ou no Sertão, deem o que há de melhor para mostrarmos ao País que temos talentos”, ressaltou.

Repertório

Ainda de acordo com Alex Klein, o repertório trará composições que há muito tempo não eram executadas: Bachianas Brasileiras, n 1, 5 e 9, Ciranda das Sete Notas para fagote e cordas, com a participação da solista Catalina Klein. Já as composições de Edmundo Villani-Côrtes são as seguintes: Cantiga, Acalanto, Luz e Maxixe.

“São composições que têm um arranjo complexo. No entanto, quem for ao concerto irá ficar encantado com a desenvoltura dos nossos alunos. A Paraíba é reconhecida em outros aspectos da cultura regional, mas também está sendo reconhecida quando faz algo universal, como a execução da música erudita”, pontuou.

O concerto de Cabedelo é o único que tem caráter educativo. O maestro Alex Klein explicou que, para esta apresentação, estarão envolvidos mais de 30 músicos de cordas, sendo 13 professores, 16 alunos e quatro convidados, incluindo o violinista Tiago Formiga, spalla da Orquestra Sinfônica da Paraíba e a solista de fagote Catalina Klein. “Além da formação dessa orquestra de cordas, regida por mim, o público ainda poderá apreciar a Orquestra de Violoncelos do Prima, formada por 20 músicos”, informou o gestor do Projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas