Primeiro Centro de Saúde do Trabalhador do Brasil vai ser inaugurado nesta quinta, em CG

13
0
COMPARTILHE

Campina Grande vai ganhar, a partir desta quinta-feira (30), o primeiro Centro Regional de Reabilitação e Assistência em Saúde do Trabalhador (Cerast) do Brasil. O local fica na Avenida Dinamérica e vai realizar atendimento específico para a recuperação e tratamento da saúde dos trabalhadores.


Leia mais Notícias no Portal Correio

O projeto é realizado através de parceria entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

O Cerast vai oferecer atendimento aos pacientes de doenças relacionadas ao trabalho e tratamento de sequelas de acidentes de trabalho. O Centro terá equipes multidisciplinares com médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e assistentes sociais.

“O Cerast vai funcionar ajudando a Rede de Serviços do SUS como uma retaguarda técnica, promovendo o atendimento paralelo ao trabalhador nos casos em que é necessário, retirando-o do SUS e dando atenção focada nos problemas médicos específicos do trabalhador e com uma equipe especializada nisto”, disse a secretária de Saúde de Campina Grande, Luzia Pinto.

O prédio tem consultórios, ginásio coberto, piscina térmica, área de convivência, laboratório de órtese e prótese, salas para terapia de grupo e espaços especializados para fisioterapia. O Centro de Reabilitação também conta com auditório para realizar oficinas e palestras educativas sobre cuidados com a saúde no trabalho.

No local, vão ser atendidos trabalhadores formais, informais, do serviço público ou privado, desempregados, aposentados e menores de idade em situação de trabalho ou estágio de Campina Grande e outros 60 municípios da região.

Os serviços começam a funcionar a partir da segunda-feira (4), recebendo pacientes encaminhados pelas unidades de saúde, das empresas, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Apenas no primeiro trimestre deste ano, Campina Grande registrou a notificação de 92 acidentes relacionados ao trabalho, além de um óbito. Do total, 45 foram graves, 46 por acidente com material biológico e um caso de Lesão por Esforço Repetitivo (LER).

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas