Procurador diz que vai exonerar quem foi aprovado no MPPB por fraude em concurso

151
0
COMPARTILHE

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba, Bertrand Asfora, disse nesta quinta-feira (11) que vai acionar a polícia em busca de informações da Operação Gabarito, que prendeu, no último fim de semana, um grupo por suposto envolvimento em fraudes em concursos públicos.

Leia também: Fraudes em concursos ‘beneficiaram’ 200 pessoas na PB com giro de R$ 18 mi no NE

Dentre os concursos que teriam sido fraudados pela quadrilha, o realizado pelo Ministério Público em 2015 está sob suspeita.

Bertrand Asfora disse que, a princípio o concurso está mantido, mas ressaltou que possíveis envolvidos com a fraude não poderão permanecer na instituição, caso já tenham sido nomeados. Ele garantiu que todas as providências legais serão tomadas para punir os beneficiados com o esquema. “Vamos solicitar as informações, no que diz respeito ao Ministério Público, e tomar as medidas cabíveis. Se essas pessoas já tiverem sido nomeadas, não poderão permanecer”, afirmou.

O concurso do Ministério Público foi realizado pela Fundação Carlos Chagas em 2015 e ofereceu 105 vagas, em diversos cargos.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas