Professor do Unip? ? baleado em tentativa de assalto; jovem ? morto em CG

45
COMPARTILHE

As duas principais regiões metropolitanas da Paraíba registraram atos de violência entre a tarde e o início da noite desta quarta-feira (4). Em Campina Grande, um jovem morreu após ser baleado na frente de uma escola estadual. Em João Pessoa, um outro jovem foi morto a tiros enquanto trafegava em uma moto na Zona Sul. No Centro da cidade, um advogado e professor universitário foi atingido por disparos em tentativa de assalto. Na cidade vizinha de Cabedelo, um vigilante da Companhia Brasileira de Trens Urbanos foi baleado em ação de homens não identificados.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Na Avenida General Osório, no Centro da Capital, o advogado e professor do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) Jocélio Jairo sofreu dois disparos em uma tentativa de assalto após sair do escritório onde trabalha. Ele foi socorrido para um hospital particular e o estado de saúde não foi divulgado até as 20h30. 

No bairro Funcionários II, Zona Sul de João Pessoa, um jovem de 20 anos, que havia sido solto da prisão há um mês (cumpriu pena por homicídio e tráfico) foi morto enquanto seguia de moto na companhia do irmão. Uma dupla em outra moto teria se aproximado e atirado. O irmão da vítima não se feriu. 

No caso de Campina Grande, a vítima conversava com amigos na frente da Escola Estadual Álvaro Gaudêncio, no bairro das Malvinas, na Zona Oeste da cidade. Segundo relatos de testemunhas, uma dupla de moto teria chegado e efetuado os disparos, fugindo em seguida. Cinco tiros atingiram o jovem.

O rapaz foi socorrido pelos amigos para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A mãe dele disse que não sabia os motivos do crime. A vítima já foi presa por porte ilegal de arma e cumpria pena alternativa, em liberdade. 

Em Cabedelo, um vigilante da CBTU sofreu um tiro no ombro e outro na perna. Segundo a Polícia Militar, ele foi conduzido ao Trauma de João Pessoa consciente e orientado. Possíveis motivações para o crime e suspeitos eram desconhecidos.

Nenhum suspeito de envolvimento nos crimes foi detido.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas