Professores da UEPB decidem manter greve em assembleia geral

COMPARTILHE

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) decidiram manter a greve da categoria, em Assembleia Geral Ordinária realizada nessa quarta-feira (19). Apenas 11 professores votaram pelo fim do movimento, enquanto 64 apoiaram a continuidade da greve.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Durante a plenária, os professores reafirmaram o posicionamento contrário à realização de qualquer atividade de ensino, pesquisa e extensão na Universidade, assim como desaprovaram a solicitação do reitor em realizar concurso público durante a greve. “Esse resultado demonstra que está viva na categoria a unidade, força e disposição para a luta”, analisou o presidente da Associação dos Docentes da UEPB, Jucelino Luna.

Os docentes pararam as atividades no dia 19 de junho e ainda não há previsão do encerramento da greve. Na avaliação da direção da ADUEPB “não foi constatado nenhum avanço relativo à pauta de reivindicações da categoria, como Data-Base, reajuste salarial, revisão dos contratos dos professores substitutos, construção e melhorias nos campi de Monteiro, Patos, Araruna, Guarabira e João Pessoa, impossibilitando o fim do movimento.”

Atualmente a UEPB tem um quadro de mais de 1.300 professores distribuídos nos oito campi da instituição espalhados pelo Estado.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas