Projeto Cambada apresenta improvisos e experimentalismos nesta sexta, em JP

5
0
COMPARTILHE

Dois músicos dispostos a transformar a Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, em um laboratório de experimentalismos, na edição de maio do projeto Cambada. Nesta sexta-feira (20), Pedro Osmar e Paulo Ró mostrarão peripécias sonoras do Jaguaribe Carne, a partir das 21h.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Os irmãos Pedro e Paulo farão o show com dois violões e dois zabumbas, além de ‘brinquedos musicais’ e ‘risadagem do palco’. Conforme Pedro Osmar, alguns músicos serão convidados a compor a festa. Tudo será marcado pelo improviso jazzístico e pelo experimentalismo, de acordo com o fundador do grupo Jaguaribe Carne.

“Eu e Paulo nunca sabemos o que vai ser cantado, tocado e dito. Tudo fica ao sabor dos improvisos, algo tipo ethno jazz. Trabalhamos a partir da lógica de uma música de livre improvisação, onde nada faz sentido…a música executada só tem começo e nunca sabemos onde e quando termina. É pura curtição, pura brincadeira, puro delírio sonoro” disse Pedro.

Pedro Osmar enfatizou que a música feita pelo Jaguaribe Carne vai de encontro ao mercado, à academia e até mesmo de encontro à música contemporânea. “Não me encaixo nos perfis desejados pela indústria fonográfica e pela mídia. Eu queria ser mais calmo e mais paciente, mas se fosse assim, não seria Jaguaribe Carne. Nosso show é imprevisível. É a essência do Jaguaribe Carne”, declarou o cantor e compositor.

O Jaguaribe Carne foi criado em 1974 (no bairro de Jaguaribe – claro!!! – um dos mais tradicionais de João Pessoa), dentro dos festivais de música da cidade de João Pessoa. O grupo foi berço, teta e referência de grandes nomes da música nacional, como Chico César, Lenine, Zé Ramalho,Totonho e Seu Pereira.

“De lá pra cá, a nossa compreensão sobre as estéticas musicais foi se ampliando, à medida que conhecíamos os expoentes da música do mundo, como o indiano RaviShankar, o paquistanês NusratFateh Ali Khan,os americanos Meredith Monk, Stomp, Jimi Hendrix e Pat Methiny, o inglês Derek Bailey e os brasileiros Hermeto Paschoal, Egberto Gismont, Naná Vasconcelos, Banda de Pífanos, Sivuca e Mestre Salustiano, entre tantos outros músicos que nos inspiraram e nos piraram”, contou Pedro Osmar.

Assim, o público que for conferir o show do Jaguaribe Carne, nesta sexta-feira, encontrará uma edição do projeto Cambada com múltiplas influências musicais e altíssimos níveis de interação, de Hermeto Paschoal a Stomp; de TrilokGurtu a John Cage. Nas palavras de Pedro Osmar, o show desta sexta-feira será de “muita animação, muita alegria e muita molecagem sonora”.

Leia
mais notícias
em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no
Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar
informações à Redação
do Portal Correio pelo
WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas