Projetos de habita??o da Capital contemplam fam?lias carentes

14
0
COMPARTILHE

“Foi uma mudança de vida grande. Com a economia desse dinheiro do aluguel pude abrir meu próprio negócio, que sustenta minha família”, declarou a comerciante Ana Cláudia Soares. Ela foi beneficiada com uma das 288 unidades habitacionais entregues pela Prefeitura de João Pessoa no bairro Colinas do Sul, no ano passado.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A situação relatada pela comerciante é bem diferente da vivida por ela até o ano passado. Ana Cláudia lembra que morou em casa alugada por dez anos e, após ser beneficiada com uma nova unidade habitacional construída pela Prefeitura de João Pessoa, deixou de pagar R$ 300 mensalmente de aluguel para ter uma prestação de apenas R$ 25.

A Prefeitura chega aos dois primeiros anos da atual gestão com mais de 3.100 unidades habitacionais entregues em toda a cidade. Os projetos de entrega de casa seguem crescentes e, nos primeiros meses de 2015, mais de 1.500 novos moradores serão encaminhados às suas residências próprias.

Cada imóvel que determinada família irá ocupar é decidido por meio de sorteio, a exemplo do Residencial Vieira Diniz, que terá 992 moradias, e, hoje, 512 famílias já sabem qual será o seu bloco, andar e número do imóvel onde vão morar.

Além das novas moradias que estão em execução, a Prefeitura também tem 6.008 novas moradias em andamento ou para serem iniciadas. A política habitacional Municipal reduzirá o déficit de moradias em 11 mil unidades até o fim de 2016, o que representa mais 50% da atual demanda da cidade.

As unidades estão espalhadas em diversos bairros da cidade, sendo 992 no Vieira Diniz, 384 no Jardim Veneza, 61 na Comunidade do Timbó, 57 na Comunidade dos Quilombolas e 45 em Jacarapé.

Comunidades

“Ter moradia representa dignidade e respeito. É muito bom saber que o poder público está olhando por nós e atentos ao que nós precisamos”, disse a presidente da Associação de Comunidades Negras de Paratibe, Mônica Ferreira. Em parceria com o Governo Federal, a Prefeitura de João Pessoa em dois anos de gestão deu início a um programa habitacional voltado para os seis núcleos da etnia na Capital.

São 57 casas em construção atendendo às pessoas em situação de vulnerabilidade social. As novas habitações vão substituir casas de taipa ou as de alvenaria que apresentavam risco à segurança dos moradores. O Lar Quilombola vai oferecer casas mais amplas, com cozinha, banheiro e dois quartos. O investimento é de mais de R$ 1 milhão.

Projeto Moradouro

O Centro Histórico de João Pessoa também está inserido nos programas de habitação gestão municipal. Serão 17 famílias contempladas com as unidades habitacionais que serão construídas nos antigos casarões, no Varadouro, em João Pessoa. Além dos 17 apartamentos, serão construídos seis pontos comerciais no local. As obras do Projeto Moradouro começam no próximo mês de fevereiro.

O projeto de moradia, que tem como objetivo levar vida para os antigos casarões e requalificar a área do Centro Histórico proporcionando qualidade de vida para os moradores da região, teve um investimento total de R$ 3 milhões, com recursos do Governo Federal e contrapartida da prefeitura. Os imóveis serão comercializados, em média, por R$ 90 mil, e o tamanho varia de 53m² a 72m². Já os pontos comerciais serão a partir de R$ 95 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas