PSDB, PPPs e ponte para o futuro

6
0
COMPARTILHE

PSDB voltou a mais uma tentativa de se fazer ouvido pelo Governo Michel Temer. O presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves entregou ao peemedebista um projeto para tentar ‘salvar’ o sistema prisional do País. Seria o mesmo modelo implantado pelo tucano quando governador de Minas Gerais, e que envolve as chamadas PPPs (Parcerias Público-Privadas). Até aí tudo beleza. Acontece que o presídio de Manaus também tem uma administração terceirizada, o que é pior. Já que o Estado paga e o que se viu foi uma das maiores chacinas dentro de presídios na história do País. Mas, eu sou daquelas: se for solução que venha, se funcionar, melhor ainda. “Apresentei como um reforço ao programa que será discutido, e acredito aprovado pelos estados, na semana que vem, a possibilidade de estimularmos também a construção de Parcerias Público-Privadas no nosso sistema prisional. Que nada tem a ver com a terceirização da gestão do sistema prisional, como ocorria em Manaus. A PPP foi extremamente exitosa em Minas Gerais”, declarou Aécio, após encontro com Temer. Certamente o presidente da República não fará com o PSDB o que o PT de Dilma Rousseff fez com o PMDB, que apresentou o “Ponte para o Futuro” e, bem, deu no que deu. Realmente se transformou em uma ponte entre a então presidente e o seu vice, que gerou um não apoio no processo de impeachment… O resto vocês já sabem. Pois bem, o PSDB é um aliado forte e as propostas devem sim, ser levadas em consideração. No mínimo, avaliadas.

Caravana da oposição

Vereadores de oposição resolveram iniciar uma caravana de visita à obas. Iniciaram pela mais emblemática: a da Beira-Rio. “Com quase um ano de atraso, a obra ainda não foi finalizada, gerando congestionamentos”, disse o líder Bruno Farias, com Sandra Marrocos, Marcos Henriques, Léo Bezerra e Tibério Limeira.

Incomodado 1

Uma coisa é certa: o prefeito Luciano Cartaxo deve ficar muito incomodado quando passa pela Avenida Beira-Rio. Lá se vão quase dois anos e a sensação de quem passa por lá toda semana, é que a obra anda pouco.

Incomodado 2

A informação é de que uma primeira etapa será entregue em março deste ano e, a segunda, apenas em outubro. Seria bom, porque a mobilidade…

Detalhe 1

Reino dividido, é reino destruído. A expressão cabe muito bem ao PMDB, que precisa se ligar para não se dividir ainda mais. Hoje, nos vemos às voltas com o PMDB de José Maranhão e o de Raimundo Lira;

Detalhe 2

Nada que o idioma não resolva. O senador Raimundo Lira garante que no ‘seu’ PMDB não há conflitos, somente divergências. Heim?!

Repúdio

O samba-enredo da Escola Imperatriz Leopoldinense, para o Carnaval deste ano, e que critica os produtores rurais brasileiros, ‘ganhou’ nota zero, para não dizer um voto de repúdio, do presidente da Asplan-PB, Murilo Paraíso: “Tenta tornar vilões quem coloca comida na mesa do povo”.

‘Peço o cargo’

O governador Ricardo Coutinho foi bem claro ao dizer aos secretários que não admite acomodações dentro da gestão, nem mesmo no final do governo, em dezembro de 2018. Percebendo, disse que pede o cargo ‘na hora’.

Cortes

Ricardo também prevê um ano de dificuldades e já anunciou que deve cortar as gorduras no Estado. A meta é continuar investindo em obras.

Bem vinda

Ao falar da nova secretária-chefe da Casa Civil, Ana Cláudia Vital do Rêgo, o socialista declarou estar muito feliz e que acredita na competência da auxiliar para organizar o governo internamente.

2018?

Sobre a próxima eleição, Ricardo apenas disse que “o povo da Paraíba não aceitará retrocesso”. Já se disputará o Senado? Preferiu não adiantar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas