Publicada portaria que incorpora antirretroviral mais potente ao SUS

9
0
COMPARTILHE

O Ministério da Saúde publicou nesta quinta (29) no Diário Oficial da União a decisão de incorporar o antirretroviral Dolutegravir no tratamento para pacientes com HIV no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia mais Notícias no Portal Correio

O anúncio da inclusão do medicamento foi feito nessa quarta (28) e a previsão é que o novo medicamento comece a ser distribuído na rede pública a partir de janeiro de 2017.

Inicialmente, a medicação será oferecida a pacientes que estão iniciando o tratamento e aos que apresentam resistência a antirretrovirais mais antigos.

Atualmente, o esquema de tratamento para pessoas que vivem com HIV, na fase inicial, é composto por apenas um comprimido que contém os medicamentos Tenofovir, Lamivudina e Efavirenz – conhecido como 3 em 1. No novo esquema serão dois comprimidos: o Dolutegravir, em substituição ao Efavirenz; e o 2 em 1, composto por Tenofovir e Lamivudina.

De acordo com o departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, o novo antirretroviral apresenta alta potência e um nível muito baixo de efeitos colaterais, aspecto considerado bastante importante para a adesão e o sucesso do tratamento contra o HIV.

Panorama

Desde o começo da epidemia, o Brasil registrou 798.366 casos de aids, no período de 1980 a junho de 2015. Entre 2010 a 2014, o país contabilizou 40,6 mil novos casos da infecção ao ano, em média.

Em relação à mortalidade, houve uma redução de 10,9% nos últimos anos, passando de 6,4 óbitos por ano por 100 mil habitantes em 2003 para 5,7 óbitos em 2014.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas