Raimundo Lira marca sess?o no Senado para debater efeitos da seca no Nordeste

22
0
COMPARTILHE

Presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras de Transposição de águas do Rio São Francisco, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) confirmou para o dia 3 de dezembro a realização, no Plenário do Senado Federal, de uma sessão temática que irá debater os problemas decorrentes da seca no Nordeste.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo Lira, a sessão deverá ser prestigiada por todos os parlamentares nordestinos – sobretudo os paraibanos – pelo fato de o assunto merecer toda a atenção. Segundo ele, será mais uma oportunidade de mostrar ao país a realidade atual do Nordeste e mais uma vez, cobrar ações efetivas e emergenciais para os estados da região.

Em recente discurso no Plenário, Lira lembrou a situação de Campina Grande e cobrou do governo federal uma solução emergencial para a cidade, a segunda maior da Paraíba.  Segundo ele, a barragem Epitácio Pessoa, que abastece Campina Grande e mais 17 municípios, somando 700 mil habitantes, está com pouco mais de 10% do seu volume.

Transposição

Lira explicou que a transposição vai beneficiar a região, mas só entre o final de 2016 e início de 2017. Para ele, garantir abastecimento de carros-pipa para uma cidade com 450 mil habitantes, como Campina Grande, é tecnicamente impossível. Lira garantiu que a transposição já ultrapassou os 80% de execução e que, até 2017, mais de 100, dos 223 municípios da Paraíba, serão beneficiados pelas águas do Velho Chico.

Lira, que também defende o sistema adutor Piancó, no eixo norte da transposição, reafirmou que a obra já é uma realidade. “É a maior obra hídrica do Brasil e não vai faltar dinheiro para sua conclusão, mesmo no ano de crise” disse, citando reunião que manteve recentemente com o Ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi.

Na conversa com Occhi, durante visita à transposição na Paraíba, Lira recebeu do ministro a confirmação da recuperação da Barragem Engenheiro Ávidos e da construção do Canal Caiçara, no Sertão. O Canal, conforme enfatizou Lira, terá seis quilômetros de extensão e vai levar água da barragem de Caiçara até o açude Engenheiro Ávidos.

“Todos sabem do meu interesse pela conclusão da Transposição. No mês passado eu trouxe o Ministro da Integração para a Paraíba. Pousamos na barragem de Caiçara, que é extremo com São José de Piranhas. Ele reafirmou o compromisso que nós tínhamos falado no aniversário de Cajazeiras. Ou seja, a execução do Canal de 6 quilômetros que liga a barragem de Caiçara à Barragem de Engenheiro Ávidos” enfatizou Lira.

O senador reafirmou seu compromisso de continuar buscando, junto ao Ministério da Integração Nacional, recursos para a recuperação da barragem Engenheiro Ávidos, que tem defeito em sua parede e não está tendo a acumulação de água suficiente para garantir o abastecimento da população.

“Tenho total interesse na transposição. Sou presidente da Comissão que acompanha a obra, em nome do Senado Federal. A Transposição é uma realidade, e com certeza, até o início de 2017, a água do São Francisco estará inundando a barragem de Epitácio Pessoa, em Boqueirão, e a barragem de Caiçara, no Sertão” garantiu Raimundo Lira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas