Rede estadual de ensino da PB tem sete finalistas no Programa Parlamento Jovem Brasileiro

5
0
COMPARTILHE

Dos oito estudantes paraibanos, finalistas do Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2016, sete são da rede estadual de ensino. A relação foi divulgada pela Câmara dos Deputados, em Brasília, responsável pela iniciativa. O resultado final da seleção, com os dois estudantes escolhidos para representar a Paraíba, será divulgado no dia 19 de agosto.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

O Parlamento Jovem contempla alunos do ensino médio do País a vivenciar o processo democrático, mediante a participação em uma jornada parlamentar na Câmara Federal. Lá, os estudantes tomam posse e atuam como “deputados”.

Entre os selecionados, quatro são da Escola Estadual Professor Lordão, em Picuí, que no ano passado teve uma aluna selecionada para uma das vagas reservadas à Paraíba. Neste ano, a escola concorre com: Bruna Santos da Costa, com um projeto de lei sobre a obrigatoriedade de maiores de 18 anos a preencherem uma declaração sobre a adoção de seus órgãos/tecidos; Gerlan Lino dos Santos, com um projeto de lei sobre a implantação de uma identificação através do selo nos produtos a serem consumidos que contenham substâncias ativas de agrotóxicos; Josseane Fátima de Lima, com um projeto de lei sobre a obrigatoriedade da realização da semana dos direitos humanos nas escolas brasileiras de ensino básico; e Luis Gustavo Gomes da Silva, que inscreveu um projeto de lei sobre a implantação obrigatória de coletores nas UPAs, PSFs, hospitais e farmácias, para o reconhecimento de medicamentos com validade ultrapassada ou em desuso e materiais hospitalares.

Concorre, ainda, a uma das duas vagas da Paraíba, Hiury Évines de Souza Lucena, da Escola Estadual Pe. Jerônimo Lauwen, em Santa Luzia. O projeto de lei inscrito por ele trata da obrigatoriedade do Ministério da Educação (MEC), por meio das Secretarias de Educação dos Estados, a determinar e regulamentar a inclusão nos currículos das escolas públicas e privadas do País, o ensino da temática “Participação popular na política: a semente de um País politizado”.

Da cidade de Itabaiana, o estudante Kennedy Anderson Santos do Nascimento, da Escola Estadual Cidadã Integral Dr. Antônio Batista Santiago, inscreveu um projeto de lei que trata da implantação da Educação no Trânsito como disciplina obrigatória nas instituições de ensino públicas e de iniciativas privadas, desde a Educação Fundamental ao Ensino Médio.

Já em Alagoinha, o estudante Suélyo Cirilo Cavalcante, da Escola Estadual Agenor Clemente dos Santos, é finalista com o projeto de lei que determina a aceitação, a defesa e a habilitação para professores da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio em atividade, no sentido de possibilitar à pessoa com microcefalia o acesso à educação de qualidade e a devida atenção na comunidade escolar, favorecendo o processo de inclusão social.

Serão selecionados 78 alunos de todo o Brasil. O número de vagas segue a mesma proporção da quantidade de deputados federais na Câmara e depende da proporcionalidade de cada unidade da federação. A Paraíba tem 12 deputados federais e, proporcionalmente, vai selecionar dois alunos para o Parlamento Jovem. A primeira edição do programa ocorreu em 2004. De lá para cá, houve a participação de 924 jovens parlamentares estudantes do ensino médio.

Leia
mais notícias
em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no
Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar
informações à Redação
do Portal Correio pelo
WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas