Ricardo diz que “n?o h? falta de seguran?a, mas excesso de viol?ncia”; veja v?deos

0
COMPARTILHE

O governador Ricardo Coutinho se reuniu nesta quarta-feira (1), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, com representantes da Igreja Católica e deputados estaduais para debater questões hídricas em razão da prolongada estiagem no Estado. O encontro contou com a participação de auxiliares do governo, bispos, padres e deputados. Na ocasião, o chefe do Poder Executivo estadual aproveitou para fazer declarações sobre segurança pública e ressaltou o excesso de violência que atinge a sociedade atual. Confira os argumentos do governador na íntegra nos vídeos postados abaixo.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“A violência não é uma questão simplesmente de segurança, essa violência é um produto que está dentro da sociedade. É preciso que a sociedade compreenda para poder vencê-la”, disse Ricardo.

O governador também se colocou contra a proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. “Acho que não se resolve absolutamente nada reduzindo a maioridade. É claro que crimes hediondos, crimes repetidos precisam ter um tempo de internação bem maior que os três anos que o Estatuto da Criança e do Adolescente preconiza” opinou, dizendo ainda que se fosse fácil acabar com a violência através desse recurso, o mesmo já teria sido feito há muito tempo.

“O que o Brasil precisa na minha concepção é endurecimento de leis e um olhar corajoso sobre as drogas. No meio disso está morrendo muita gente”, lamentou, argumentando que é preciso acabar com o comércio de entorpecentes, que, segundo ele, seria o responsável pelos altos índices de violência.

Sobre a violência no estado da Paraíba e a gestão da segurança sobre o problema, Ricardo Coutinho citou a diminuição de índices e foi enfático: “Não vou fazer mudanças naquilo que está avançando”.

Confira abaixo as declarações do governador:

Durante o encontro, o governador ouviu sugestões dos bispos e de deputados e apontou ações e investimentos que apresentam avanços nas áreas de infraestrutura hídrica e de segurança pública. No campo hídrico, enumerou uma série de obras estruturantes em andamento, a exemplo do Canal Acauã-Araçagi e o programa de adutoras. Na área da segurança, destacou as ações do Programa Paraíba Unida pela Paz.

A explanação sobre as ações do Governo do Estado na área de segurança hídrica – Plano Emergencial de Conviência com a Seca – coube ao secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, que destacou os investimentos que somam R$ 133 milhões, sendo R$ 80 milhões recursos próprios e R$ 53 milhões do governo federal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas