cassio-diz-que-pode-nao-ser-candidato-para-unir-oposicao-e-vencer-em-2018
Tucanos durante congresso do partido que aconteceu ano passado - Reprodução/Instagram/mofioficial_

Romero pede apoio ao PSDB e decisão sai após carnaval

Cássio informou que a decisão pode vir a sair após o carnaval quando o PSDB deve realizar um novo encontro

294
COMPARTILHE

O PSDB fez, nesta sexta-feira (19), uma reunião importante que pode ter sido o primeiro passo para uma definição sobre candidatura própria ao Governo do Estado nas eleições deste ano. No encontro, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, pediu, segundo ele humildemente, para que o partido o apoie para entrar na briga. A definição com relação a isso deve sair em uma nova reunião a ser realizada após o carnaval.

“A pretensão minha é de disputar o governo. Pedi, humildemente, o apoio do partido para não caminhar sozinho e foi essa a manifestação nossa para permitir que a gente possa para fortalecer nossa pretensão de disputar o governo”, afirmou Romero, que logo em seguida minimizou o pedido falando que deixou “claro que vamos continuar trabalhando no propósito de unir as oposições objetivando não só disputar, mas ganhar. Para isso vamos continuar dialogando”. A fala foi durante entrevista ao programa Correio Debate da rádio Correio Sat/98 FM

Líder do partido na Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima seguiu a mesma linha do prefeito campinense e ressaltou que o partido o apoiará, mas mantendo o diálogo com outros pré-candidatos que compõem as legendas de oposição no estado.

“A reafirmação é que Romero é o nome da pré-candidatura. Romero recebeu a reafirmação do partido em favor de sua candidatura, ou pré-candidatura. Romero vem fazendo um trabalho importante em Campina, o que o credencia para ser candidato ou pré-candidato. Mas temos a compreensão que o ideal é que temos que convergir para uma candidatura única. Claro, se não for possível a oposição poderá ter duas ou três candidaturas. Continuamos defendendo a unidade das oposições. Vamos manter o diálogo a respeito da posição de cada legenda. Temos Maranhão e Cartaxo com quem vamos continuar dialogando”, alegou.

Cássio informou que a decisão pode vir a sair após o carnaval quando o PSDB deve realizar um novo encontro para debater sobre os rumos do partido no pleito deste ano. O senador garantiu que a essa definição não deve sair agora em janeiro, mas que a legenda também não deve esperar para abril, quando as pré-candidaturas devem ser anunciadas.

“Depois do carnaval teremos um novo encontro para monitorar os eventos e construir esse campo de negociação com Maranhão e Cartaxo. Isso não prejudica o diálogo porque Cartaxo é experiente e sabe que às vezes nem tudo que se deseja se alcança no que diz respeito a prazos. Não será em janeiro, mas não ficará para abril. Acredito que depois do carnaval as coisas vão se afunilar”, finalizou.

*Com informações de Henrique Lima, da rádio Correio Sat/98 FM

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas