R?ssia e Catar podem perder direito de sediar a Copa

16
COMPARTILHE

Homem que comandará o processo de transição no comando da Fifa até a saída do presidente Joseph Blatter, o auditor da entidade, Domenico Scala, afirmou em entrevista a jornal suíço que a Rússia e o Catar podem perder o direito de sediar as próximas Copas do Mundo, programadas para 2018 e 2022.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

“Se as evidências apontarem que a Rússia e o Catar só foram escolhidas sedes por conta da compra de votos, então a escolha pode ser invalidada”, afirmou o dirigente, que logo na sequência fez uma ressalva. “Nenhuma prova disso foi encontrada ainda”, assegurou.

Recentes investigações na entidade que controla o futebol mundial apontam que houve compra de votos na escolha do lugar para as edições de 2006 (Alemanha) e 2010 (África do Sul) da Copa.

Pressionado pelos vários casos de corrupção envolvendo a Fifa, o presidente Joseph Blatter anunciou na última semana que vai renunciar. Ele, porém, permanecerá no cargo até a realização de uma nova eleição, o que deve acontecer entre dezembro de 2015 e março de 2016.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas