S? 62 prefeitos n?o podem concorrer ? reelei??o na Para?ba

27
COMPARTILHE

Mesmo com a fim da reeleição, 161 prefeitos paraibanos poderão entrar na disputa em 2016. Os outros 62 gestores, que já estão no segundo mandato, não terão mais direito a participar do pleito. Se aprovada definitivamente pelo Congresso e sancionada pela presidente Dilma Rousseff (PT), o fim da reeleição só terá efeito a partir de 2018.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

As alterações fazem parte das mudanças aprovadas, em primeiro turno, nas votações da reforma política, na Câmara Federal, quando os deputados optaram pelo fim da reeleição a partir do próximo ano. Mas começará a valer em 2020 o mandato de 5 anos sem direito ao político de se reeleger. A regra vale apenas para presidente da República, governadores e prefeitos.

Entre os atuais gestores que poderão entrar na disputa para mais quatro anos, estão os que embarcaram na função por algum motivo de afastamento do antecessor. Três deles morreram (Severino Virgínio da Silva, em Caraúbas; José Ferreira da Silva, em São Domingos do Cariri; e Marcone Medeiros, em São João do Cariri). Outros dois renunciaram aos mandatos (José de Lucena Filho, em Cabedelo; e Carleusa Castro, em Juazeirinho). Mais dois foram enquadrados na lei da ficha limpa e foram afastados (Miguel Estanislau, em Boa Ventura, e Flávio Aureliano, em Soledade).

Leia a matéria completa na edição deste domingo do jornal Correio da Paraíba.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas