‘Sabadinho Bom’ traz a pernambucana Edilza Aires com sambas e choros, em JP

12
0
COMPARTILHE

Ela é um ícone da música soul em Pernambuco, mas estreia em João Pessoa com um belo repertório de sambas e choros. Edilza Aires sobe pela primeira vez ao palco do Sabadinho Bom neste sábado (17), a partir das 12h30, na Praça Rio Branco para, como ela mesmo diz, “mostrar uma seleção musical dessas que a gente gosta de cantar com o artista, de dançar agarradinho naquela praça linda que vocês têm aí”.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Edilza já é uma velha conhecida do projeto realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de sua Fundação Cultural (Funjope), embora nunca tenha estrelado um show próprio no Sabadinho Bom. “Sempre que eu passava por aí e um artista aqui de Pernambuco me via, me chamava para o palco para eu dar uma canja”, recorda a cantora recifense.

Acompanhada pelo marido Janilson Santos (violão de 6 cordas), Rinaldo Oliveira (sanfona), Rubem França (violão de 8 cordas) e por multi-instrumentistas como Sammy Barros (cavaco), Barbaba Aires (percussão/vocal) e Paulinho Bustorff (percussão), Edilza Aires apresenta o show ‘Desde que o samba é samba’, repleto de clássicos.

“Vamos ter músicas de Adoniran Barbosa, Ataulfo Alves, Cartola, Paulinho da Viola, e também muito choro, como Pixinguinha e Waldir Azevedo, além, é claro, da música de Caetano (Veloso) que dá nome ao show”, revela a cantora.

Sobre a artista – Nascida em 1960 em Recife (PE), Edilza Aires deslanchou a carreira nos anos 1990, com foco no soul, funk e rhythm-in-blues. Com dois discos lançados, ‘Edilza’ (2002) e ‘Hora da União’ (2006), e o DVD ‘Rhythm’n’Blues no Baião’ (2008), em que recria o soul com forte sotaque nordestino, ela está em constante estudo e reinvenção musical, dentro de sua linguagem soul, mesclando-o ao forró, o samba e o frevo, norteada por referências que vão de Aretha Franklin e Nat King Cole a Tim Maia, Elis Regina, Sandra Sá e Elza Soares, entre outros.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas