Saiba mais sobre o Uber e por que ele não se considera clandestino; veja vídeo

99
0
COMPARTILHE

O serviço de carona remunerada Uber chegou à capital paraibana há poucos dias, mas já tem causado certa polêmica. Taxistas protestam contra a operação do aplicativo e a prefeitura informou que vai tratar o modelo de transporte como clandestino e multará motoristas ligados à empresa. Apesar de uma lei municipal proibir o serviço, usuários e ‘ubers’ argumentam que a atividade não é ilegal. Veja vídeo abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“A Uber não faz transporte ilegal de passageiros. Isso aqui é uma coisa privada. Eu não saio em busca de passageiros na rua. As pessoas que me procuram e, através do aplicativo, solicitam uma viagem”, argumenta um motorista em atividade na Capital.

À reportagem da TV Correio, ele disse, no dia do lançamento do aplicativo em João Pessoa, que em apenas duas horas conseguiu fazer cinco corridas. Os dirigentes da Uber calculam que um motorista que dedique 48 horas semanais ao serviço consiga levantar R$ 4.800 ao término de um mês.

A empresa também garante que o serviço não pode ser comparado aos táxis, pois o sistema obriga que o motorista atenda somente quem o acionou pelo aplicativo. Ou seja, é impossível acenar para um uber no meio da rua.

Segurança

Algumas pessoas contrárias à operação do serviço acreditam que a falta de controle dos profissionais cadastrados pode oferecer riscos à população. No entanto, a Uber garante que os motoristas precisam comprovar ausência de antecedentes criminais. Eles também passam por treinamentos de direção segura e boas maneiras. Depois das corridas, usuários atribuem notas aos ‘ubers’. Àqueles com média inferior a 4,6 são submetidos a novas orientações. Persistindo a rejeição, eles podem até ser expulsos. Passageiros também podem denunciar motoristas com atitudes inconvenientes.  

O serviço

Em João Pessoa, o Uber, trabalha com o tempo de chegada do carro ao local solicitado pelo passageiro em até cinco minutos. De acordo com Letícia Mazon, gerente de Comunicação da empresa, esse tempo pode ser maior nesses primeiros dias porque o serviço estará na fase de implantação.

A tarifa base para usar o Uber é de R$ 2,50. A partir daí, para cada quilômetro percorrido pelo veículo é acrescido R$ 1,20 e para cada minuto de demora do trajeto soma-se R$ 0,14. O cálculo do total a ser pago pode ser simulado direto no aplicativo. O cancelamento da corrida poderá ser feito sem nenhuma taxa se for feito de forma imediata, mas caso o deslocamento do veículo já tenha sido concluído, haverá uma cobrança de R$ 6, feita diretamente no cartão de crédito, como serão realizados todos os pagamentos.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas