Segue foragida suspeita de atropelar e matar motociclista na Grande João Pessoa

12
0
COMPARTILHE

Continua foragida, há mais de 12 dias, a mulher suspeita de atropelar e matar o servidor público Antônio Miguel, de 54 anos, durante acidente em um trecho da BR-230, na madrugada do dia 29 de abril, em Cabedelo, na Grande João Pessoa. A suspeita deverá responder por homicídio culposo e, se condenada, pegar entre dois e quatro anos de prisão.


Leia também: Decretada prisão de suspeita de atropelar e matar servidor público na Grande JP

Ao Portal Correio, o delegado do caso, Isaías Olegário, afirmou que o advogado da mulher chegou a dizer que ela iria se apresentar na semana passada, mas a suspeita não compareceu.


Leia mais Notícias no Portal Correio

“Ela continua foragida. Estamos recebendo informações de locais onde ela poderia estar, mas quando verificamos não conseguimos encontrá-la. Acredito que ela não vai se apresentar, mas continuamos nas buscas para prendê-la”, afirmou o delegado.


O crime

Antônio Miguel foi atropelado na madrugada do dia 29 de abril quando estava em um trecho da rodovia BR-230, no município de Cabedelo, Grande João Pessoa.

Segundo a polícia, o acidente aconteceu quando um casal passava de moto e acabou atropelando uma pessoa. Com o impacto do acidente, as três pessoas foram arremessadas, mas apenas o motociclista, Antônio Miguel, ficou caído no meio da rodovia.

Após o acidente, duas pessoas tentavam socorrer as vítimas e sinalizar a rodovia quando a suspeita atropelou Antônio Miguel e as pessoas que tentavam ajudar os feridos. Sem resistir os ferimentos, Antônio Miguel morreu ainda no local e a suspeita fugiu sem prestar socorro aos feridos.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas