Servidores, menores e jovens correm ‘risco de morte’ constante na Fundac, diz Sindicato

11
0
COMPARTILHE

O Sindicato dos Trabalhadores da Fundac (Sintac) protestou contra as condições de segurança e trabalho nas unidades que abrigam menores e jovens que cumprem medidas socioeducativas, na Paraíba. Segundo o sindicato, tanto funcionários das unidades quanto os menores e jovens correm ‘risco de morte’ constante.


Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o sindicato, o sistema vive uma crise e necessita de ações eficazes para conseguir cumprir o seu papel.

“É preciso salientar que o descaso do governo com a socioeducação vem acarretando na falência do respectivo sistema, com a diminuição de servidores em seu quadro, as precárias condições de trabalho, vencimentos defasados, ambiente insalubre, falta de material de expediente, fatores que sem dúvidas, enfraquece o serviço público, pois se torna perigoso o exercício da função e o pior: prejudica toda a sociedade e traz riscos à vida dos internos e dos servidores”, afirmou o sindicato.

O sindicato também criticou a morte de uma adolescente de 17 anos, assassinato por outros menores durante uma rebelião no Centro Educativo Edson Mota, em João Pessoa, no dia 4 deste mês.

O Portal Correio tentou contato com o presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Meirelles, para que ele comentasse as reclamações do sindicato, mas, até o fechamento desta matéria, as ligações não foram atendidas.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas