Sesc apresenta concerto com o grupo Iamaká no projeto ‘Partituras’ neste sábado

Gratuito, o evento acontece no Auditório Professor Geraldo Parente, no Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), às 19h

COMPARTILHE

sesc-apresenta-concerto-com-o-grupo-iamaka-no-projeto-partituras-neste-sabadoNeste sábado (7), o Serviço Social do Comércio, através do projeto Sesc Partituras, apresenta um concerto com o grupo Iamaká, em João Pessoa. O grupo apresenta canções de um trabalho que retrata os dois extremos da música ocidental. Gratuito, o evento acontece no Auditório Professor Geraldo Parente, no Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), às 19h.

O grupo Iamaká integra o Departamento de Música do Centro de Comunicação, Turismo e Artes (CCTA) da UFPB, e conta com a participação de professores do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) e da Escola de Música Anthenor Navarro (Eman). Em suas músicas, há duas representações: de um lado a música antiga, em especial a medieval e renascentista, com novos arranjos e roupagens; e de outro a contemporânea, que enfatiza compositores brasileiros, ao envolver canto e instrumentos.

O projeto Sesc Partituras objetiva preservar, difundir e democratizar o acesso ao patrimônio musical brasileiro. É uma biblioteca virtual de música em um acervo de partituras digitais, obras transcritas através de programas de editoração musical. A proposta é disponibilizar a todos os interessados um sistema catalogação e busca coerente com as reais necessidades dos músicos e pesquisadores. O acervo digital pode ser acessado no endereço www.sesc.com.br/SescPartituras.

Para mais informações, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (83) 3208-3194. O Sesc Partituras é um projeto realizado pelo setor de Cultura do Sesc Centro João Pessoa, que se localiza na Rua Desembargador Souto Maior, 281, Centro.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas