Sesc realiza primeira etapa do Intervalos Instrumentais nesta semana em JP e CG

0
COMPARTILHE

O Sesc Paraíba realiza, nesta quinta-feira (6) e sexta-feira (7), a primeira etapa do projeto Intervalos Instrumentais 2015 nas cidades de Campina Grande e João Pessoa, respectivamente. Com três etapas programadas até o final do ano, o evento terá como destaque, em cada uma delas, a apresentação de um artista local, selecionado através de Edital, com a participação de um artista especialmente convidado pelo Sesc. A cada fase, um instrumento estará em evidência, e todas elas serão acompanhadas de um workshop ministrado pelo convidado. Nesta edição, estará em evidência o instrumento de sopro inédito no projeto: o pífano.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Nesta primeira etapa, se apresenta em Campina Grande, no dia 6, os artistas Zé do Pife e do convidado alagoano Chau do Pife. O evento acontece às 20h, no Cine Teatro do Sesc Centro. A atração em João Pessoa acontece na sexta-feira, 7, e conta com as participações do grupo Tryá e do artista convidado. Na capital, o evento acontece no Sesc Centro, às 20h. O repertório dos dois dias será composto, em sua maioria, por músicas autorais.

Tocador de pífano há mais de 30 anos, o artista convidado Chau, como é conhecido, é um dos músicos mais talentosos e respeitados atualmente em Alagoas. Filho de um agricultor de Boca da Mata, sua cidade natal, região do sul do estado de Alagoas, instruído pelo pai, usava quando garoto um instrumento feito de taboca para espantar os pássaros das plantações de milho da família e da vizinhança. Ao perceber que o filho havia tomado gosto pelo apito, seu pai presenteou-o com um pife de seis furos. Trocou então o milharal pelas feiras livres da cidade onde começou a ganhar seus primeiros trocados como tocador de pife.

José João da Silva, 79 anos, mais conhecido como Zé do Pife, artista local selecionado para a apresentação em Campina Grande, é quase uma lenda, nasceu na zona rural em Bezerros-PE e vive em Campina Grande-PB, desde 1975. Com seu jeito simples, alegre e espontâneo, ele carrega no peito o sonho de manter uma das mais originais expressões da cultura nordestina que é a banda de pífano. Autodidata, o maestro dá aulas de pífanos e percussão a crianças, jovens e adultos do município. Amante da boa música, Zé acredita que pode ajudar muita gente através da sua arte.

O grupo Tryá, que se apresenta em João Pessoa, é um trio formado por Danielly Dantas (clarinete), Mariana Duarte (Flauta Transversal) e Rainere Travassos (contrabaixo). O grupo tem uma formação erudita com elementos do popular e executa músicas rearranjadas para novas formações instrumentais de compositores conhecidos ou não conhecidos na cena musical do Nordeste.

O projeto Intervalos Instrumentais, é uma realização do Sesc desenvolvida desde 2012, com o objetivo de difundir a prática da música instrumental em seus diversos gêneros, valorizar e incentivar a formação de novos grupos no Estado e proporcionar o intercâmbio de experiências práticas entre os músicos participantes, além de realizar workshops em cada etapa do evento. Já se apresentaram no palco do projeto artistas como Xisto Medeiros, Costinha, Lucy Alves, Zé Filho, Beto Preah Parayba, Edu Araújo, Vera Figueiredo, Arthur Maia, Toninho, Ferragutti, Sydnei Carvalho, Róger Franco, entre outros grandes nomes da música instrumental brasileira.

O Sesc Centro João Pessoa está localizado na rua Desembargador Souto Maior, 281, Centro. Já a unidade de Campina Grande fica na rua Giló Guedes, 650, Santo Antonio. Para mais informações sobre o projeto, os interessados podem entrar em contato através do número (83) 3208-3194.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas