Setenta casais indígenas participam de casamento coletivo nesta quarta, na Paraíba

69
0
COMPARTILHE

Setenta casais indígenas das aldeias Potiguara, localizadas no Litoral Norte do estado, vão participar de um casamento coletivo promovido pela Defensoria Pública da Paraíba, às 10h desta quarta-feira (31), na unidade do Sesi da cidade de Rio Tinto.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Vão participar do casamento coletivo índios das aldeias Lagoa Grande, Jacaré de São Domingos, Monte-Mor, Três Rios, Galego, Tramataia, Grupiuna, Jacaré de César, Tracoeira, Ybykuara, Akajutybiro e São Francisco.

“Esse casamento coletivo dimensiona nossa disposição em dar a maior amplitude possível à atuação da Defensoria Pública junto às famílias, assegurando-lhes a inclusão social e promovendo o fortalecimento dessa instituição, cuja unidade é essencial na organização da vida em sociedade”, afirmou a defensora pública-geral da Paraíba, Madalena Abrantes.

Segundo a defensora pública Rosário Lima, que atua há 16 anos na Comarca de Rio Tinto e está à frente da realização do casamento coletivo indígena, muitos casais já vivem juntos, mas não tinham condições de formalizar a união.

“O casamento coletivo tem como objetivo regularizar a situação civil de moradores indígenas das 32 aldeias localizadas nos municípios de Marcação, Baía da Traição e Rio Tinto e que há muito convivem em constituição familiar. Com a oficialização do matrimônio, os casais podem resolver pendências previdenciárias e ter acesso a pensões, aposentadorias, entre outros benefícios”, disse a defensora Rosário Lima.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas