Sinalização é reforçada em Campina para orientar sobre fiscalização de trânsito

0
COMPARTILHE

A sinalização passa por reforço nas ruas de Campina Grande para que os motoristas tenham atenção nos trechos fiscalizados pela Superintendência de Trânsito e Transportes (STTP). Desde o dia 13 de junho a cidade recebe a campanha educativa ‘Desacelere’, com a implementação de equipamentos de monitoramento eletrônico de velocidade e de avanço do sinal vermelho. Veja abaixo os trechos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Além das placas (conforme as normas do Código de Trânsito Brasileiro, colocadas a uma distância de 60 e 120 metros), antecedendo cada equipamento, agora haverá uma pintura no próprio asfalto, informando os condutores sobre a fiscalização do limite de velocidade naquela área. Equipes de agentes e educadores de trânsito também fazem panfletagem nos locais, informando e tirando dúvidas.

De acordo com o superintendente da STTP, Félix Neto, as principais causas de acidentes em Campina Grande estão relacionadas à alta velocidade e ultrapassagem do sinal vermelho. Com o objetivo de mapear os pontos mais críticos do município para instalação dos equipamentos, a STTP elencou os dez cruzamentos mais perigosos e que deixaram vítimas.

Segundo a STTP, os números revelaram que, no ano de 2015, foram constatados, nos locais onde foram instalados os equipamentos, mais de 4 mil acidentes. Destes, 3,3 mil deixaram vítimas e 65 delas morreram.

Trechos monitorados:

Lombadas eletrônica e radar fixo: avenida Manoel Tavares (próximo ao Subway); rua Manoel Mota (próx. ao Xavante); avenida Floriano Peixoto (próx. ao Maxx) e avenida Assis Chateaubriand (Alpargatas).

Avanço de Semáforo/Velocidade de Via e Transpor a Faixa de Pedestre: Cruzamentos da avenida Brasília (Renault); avenida Rodrigues Alves (altura da Siqueira Campos); avenida Assis Chateaubriand com Odon Bezerra e Vigário Calixto, cruzamento do Shopping Luiza Motta, sendo este último considerado o mais perigoso pelo ranking realizado pelo órgão.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas