Situação dos ônibus em Bayeux continua com pendências e tem novo edital para licitação

229
COMPARTILHE

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER-PB) lançou, no Diário Oficial do Estado (DOE) de sábado (25), um novo edital para exploração do transporte coletivo em Bayeux, município da Grande João Pessoa. A nova licitação vai acontecer no dia 11 de maio, às 10h, na sala da Comissão Permanente de Licitação do DER-PB e tenta por fim ao serviço provisório executado atualmente no município.

Leia também: Consórcio com 31 ônibus novos e seminovos começa a operar entre Bayeux e JP

Segundo a promotora do Consumidor de Bayeux, Fabiana Lobo, a primeira licitação ocorreu em novembro de 2016, mas nenhuma empresa se interessou para assumir o transporte coletivo por prazo de dez anos.

“Esse é o segundo edital que é lançado para exploração do transporte coletivo, mas até onde sabemos não existe empresa interessada. Achamos estranho, mas ficamos de mãos atadas. Enquanto isso, o transporte continuará sendo exercido pelo consórcio provisório até que alguma empresa se interesse e vença a licitação. Porém, vale ressaltar que mesmo provisoriamente a situação atual é bem melhor do que o que ocorria anteriormente e a população não corre o risco de ficar em ônibus”, contou a promotora.

Atualmente, o transporte coletivo de Bayeux é realizado pelo consórcio metropolitano, integrado pelas empresas Reunidas, Santa Maria, Santa Rita (SIM) e Das Graças, que juntas forneceram 31 veículos novos e seminovos.


Entenda o problema do transporte em Bayeux

A crise no transporte coletivo em Bayeux começou em 2013, após impetrações de ações civis públicas pedindo por uma nova licitação.

O começou a ser solucionado em 2016, quando a 4ª Cara Mista de Bayeux determinou a realização de licitação (que ocorreu em novembro de 2016, onde não houve interessados) após constatação de sérios problemas com a empresa Metro, que operava no município.

Após isso, a empresa Metro continuou operando até fevereiro deste ano, quando perdeu a concessão pública por não ter mais condições de operação. Com isso, o Estado autorizou que as empresas do atual consórcio provisório começassem a atuar.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas