Suspeito de matar jornalistas nos EUA era ex-rep?rter de emissora local

6
0
COMPARTILHE

A polícia norte-americana identificou, no final da manhã desta quarta-feira (26), o suspeito de matar dois jornalistas do canal WDBJ, uma emissora local do estado de Virginia, afiliada à rede CNN. A apresentadora e repórter Alison Parker, de 24 anos, e o repórter cinematográfico Adam Ward, de 27 anos, foram atingidos e morreram durante uma transmissão ao vivo para o telejornal matutino, de uma praça da cidade. Segundo a polícia local, o suspeito se chama Vester Lee Flanigan e era um ex-repórter da emissora.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com canais de televisão locais, o suspeito tentou suicídio após o atentado. Ele foi capturado, mas está em estado crítico. Segundo fontes da WDBJ, ele usava o nome profissional de Bryce Williams.

O atentado foi às 6h45, no horário local, e a câmera captou o momento em que os disparos foram feitos. De acordo com a polícia, o atirador disparou sete vezes contra os jornalistas, antes de fugir do local. As imagens capturadas pelo cinegrafista morto mostram também o homem que empunhava a arma.

A CIA, Agência Central de Inteligência e o FBI, Agência Federal de Investigação dos Estados Unidos, apoiam a polícia local na investigação. O diretor da WDBJ, Jeffrey Marks, afirmou, em entrevista, que os motivos que levaram o ex-funcionário a disparar contra os colegas ainda não são conhecidos.

A personagem que era entrevistada no momento do atentado é Vicki Gardner, diretora de uma Câmara de Comércio regional. Ela foi atingida nas costas e passa, neste momento, por uma cirurgia, segundo informou o jornal Roanoke Times.

Além das imagens em que o atirador aparece, Flanigan teria publicado um vídeo em suas contas no Twitter e no Facebook com imagens do crime, além de deixar mensagens sobre o ataque nas quais acusa as vítimas de terem feito comentários racistas. Ambas as contas, no entanto, foram retiradas do ar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas