Suspeitos de morte na Pedro II podem integrar grupo criminoso de Jo?o Pessoa

13
0
COMPARTILHE

Por meio de um trabalho em conjunto das Delegacias de Crimes contra a Pessoa (Homicídios) e a de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa, a Polícia Civil prendeu dois suspeitos de envolvimento no assassinato de um homem na última quinta-feira (25), na Avenida Pedro II, na Capital. Jeferson Batista Luiz e Gilberto Douglas, cujas identificações foram divulgadas pela Secretaria de Comunicação da Paraíba, são suspeitos de executarem a tiros a vítima e ainda são investigados por envolvimento com um grupo criminoso que atua na comunidade São Rafael, no bairro da Torre, nas proximidades do Centro de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o delegado Reinaldo Nóbrega, da Delegacia de Homicídios, os dois presos são suspeitos de envolvimento ainda com o tráfico de drogas. Essa prática teria motivado o homicídio da última semana. “Em depoimento, os suspeitos confirmaram que o alvo seria o filho da vítima, que teria uma dívida de entorpecentes com o grupo. Estes presos são considerados perigosos. Um deles, Gilberto Douglas, já cumpriu pena por homicídio e é investigado por pelo menos cinco casos” disse o delegado. Ele acrescentou que Jeferson, o outro detido, além de ser suspeito de envolvimento no assassinato, também é investigado pela participação em outros casos.

O titular da DRE, Tiago Sandes, diz que, mesmo após a prisão, outras pessoas que têm envolvimento com o grupo criminoso estão sendo investigadas pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. “Recebemos várias denúncias após estas prisões indicando que na comunidade São Rafael existe um esquema ilegal de comércio de entorpecentes que nós estamos investigando. Com os presos foram apreendidas armas, munições e ainda uma pequena quantidade de drogas. As investigações continuam e mais pessoas podem ser presas”, afirmou Sandes.

Os presos responderão pelos crimes de homicídio, porte ilegal de arma e ainda associação criminosa. Após depoimento, a dupla foi encaminhada para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Roger), onde aguardarão as decisões da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas