|
Segunda-feira, 22 janeiro 2018
- Advertisement -
- Advertisement -
Início Tags Alto do Mateus

Mais artigos sobre

Alto do Mateus

- Advertisement -

Notícias mais lidas

preco-do-quilo-do-pao-frances-em-joao-pessoa-varia-em-1059-veja-pesquisavideo

Empresária é presa por uso de produtos vencidos em padaria

A dona de uma padaria foi presa, nesta terça-feira (16), em João Pessoa, após o local ser interditado por fabricar pães utilizando produtos vencidos. A ação ocorreu durante uma fiscalização do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon), Polícia Civil, Procon-JP, Vigilância Sanitária e outros órgãos de defesa do consumidor. De acordo com o diretor-geral do MP-Procon, promotor Glauberto Bezerra, a fiscalização, que é uma ação de prevenção a acidentes contra o consumidor, tem como objetivo coibir o uso de produtos ilegais na fabricação dos pães.

Segundo a Vigilância Sanitária, na padaria interditada foram encontrados produtos vencidos e outros sem informações de fabricação e prazo de validade, produtos de origem animal sem registro no órgão competente, além de alimentos acondicionados de forma errada.

O Corpo de Bombeiros verificou que a padaria não possui certificado da corporação, número de extintores insuficiente, sendo vários deles vencidos, fiação exposta colocando em risco trabalhadores e consumidores, ausência de teste de estanquidade (teste que verifica vazamento) da central de gás e falta de guarda-corpo no pavimento superior.

NO estabelecimento, o Fisco Estadual apreendeu três máquinas de cartão de crédito que não estavam interligadas com o sistema da Receita. De acordo com os fiscais, o estabelecimento declarava à Receita um faturamento menor do que o realmente obtido.

Outras quatro padaria também foram autuadas por apresentarem problemas, como produtos fora da validade, extintores em local de difícil acesso e produtos sem precificação. “Nossa preocupação é com relação aos ingredientes usados nos pães, como o uso de produtos não autorizados como o bromato de potássio, que pode causar câncer. Estamos analisando os produtos que compõe a massa do pão. Nós tivemos uma padaria usando produtos vencidos, constatados pela Vigilância, o que resultou na prisão do dono”, disse o promotor. https://www.dailymotion.com/video/x6d7it8
video

Mulher reage a assalto com ‘vassouradas’ em bandido; veja

Uma mulher reagiu a um assalto na manhã desta sexta-feira (19) no Bairro dos Estados, em João Pessoa. O suspeito chegou em uma moto enquanto duas mulheres conversavam em uma esquina e anunciou o assalto. Uma das vítimas, que estava varrendo a rua, pegou a vassoura e começou a bater no assaltante, que fugiu. Até o fechamento desta reportagem a Polícia Militar ainda não tinha registrado a ocorrência. Confira o vídeo acima.
jp-cg-e-mais-93-cidades-estao-em-perigo-potencial-de-chuvas-veja-listavideo

Cidades estão em perigo potencial para chuvas na PB

Noventa e cinco municípios paraibanos estão em lista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) que aponta perigo potencial de chuvas entre esta sexta-feira (19) e sábado (20). Cidades da Grande João Pessoa e Campina Grande estão entre elas. Há riscos de alagamentos e pequenos deslizamentos nas localidades relacionadas. Veja a lista completa mais abaixo. De acordo com alerta divulgado pelo Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS), moradores das cidades em risco devem evitar enfrentar o mau tempo e também o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada, além de observar possíveis alterações em áreas com barreiras ou demais encostas. O alerta diz ainda que, em casos de incidentes, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil (telefone 199) ou Corpo de Bombeiros (193). Abaixo, veja lista, por ordem alfabética, das áreas com perigo potencial de chuvas. Alagoa Grande Alagoa Nova Alagoinha Alcantil Algodão De Jandaíra Alhandra Arara Araruna Araçagi Areia Areial Aroeiras Bananeiras Barra De Santa Rosa Barra De Santana Bayeux Baía Da Traição Belém Boqueirão Borborema Caaporã Cabedelo Cacimba De Dentro Caiçara Caldas Brandão Campina Grande Capim Casserengue Caturité Conde Cruz Do Espírito Santo Cuitegi Cuité De Mamanguape Curral De Cima Damião Dona Inês Duas Estradas Esperança Fagundes Gado Bravo Guarabira Gurinhém Ingá Itabaiana Itapororoca Itatuba Jacaraú João Pessoa Juarez Távora Juripiranga Lagoa De Dentro Lagoa Seca Logradouro Lucena Mamanguape Marcação Mari Massaranduba Mataraca Matinhas Mogeiro Montadas Mulungu Natuba Pedras De Fogo Pedro Régis Pilar Pilões Pilõezinhos Pirpirituba Pitimbu Pocinhos Puxinanã Queimadas Remígio Riacho De Santo Antônio Riachão Riachão Do Bacamarte Riachão Do Poço Rio Tinto Salgado De São Félix Santa Cecília Santa Rita Sapé Serra Da Raiz Serra Redonda Serraria Sertãozinho Sobrado Solânea São José Dos Ramos São Miguel De Taipu São Sebastião De Lagoa De Roça Tacima Umbuzeiro
video

Vídeo mostra fraude na compra de gasolina em posto

Um vídeo publicado no Instagram causou revolta de consumidores. As imagens mostram um frentista desviando parte da gasolina que era colocada dentro de um carro sem que o motorista percebesse a fraude. Nas imagens, o dono do veículo se afasta no momento em que o frentista inicia o abastecimento. Veja acima. Percebendo que o cliente não estava olhando, o frentista pega um regador, retira a pistola da bomba de gasolina do carro e a coloca no recipiente, fraudando a compra da gasolina, desviando o combustível. Após o desvio, o frentista recoloca a pistola e sai de perto do veículo. Até o fechamento desta matéria, não havia informações sobre onde o vídeo foi gravado. Ao Portal Correio, o secretário do Procon-JP, Helton Renê, informou que se os consumidores flagrem casos como o mostrado no vídeo devem denunciar para que o Procon identifique o estabelecimento e execute as ações legais. “Não temos certeza se o vídeo foi feito em João Pessoa, mas, de qualquer maneira, é um crime contra o consumidor. Um absurdo. O posto tem a responsabilidade sobre os funcionários. Tanto o estabelecimento como o funcionário são passíveis de punição. O consumidor que flagrar essa situação deve denunciar o caso tanto ao Procon-JP como a Delegacia de Defraudações”, afirmou o secretário. Problemas nas bombas O Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq) descobriu que há bombas de postos em João Pessoa que colocam menos combustível no tanque do carro do que cobram ao consumidor na bomba. A publicação com o caso está na edição de 10 de janeiro deste ano do Jornal Correio da Paraíba.
- Advertisement -