Temer: população não quer ideologias, mas resultados positivos

19
COMPARTILHE

O presidente interino Michel Temer disse nesta quarta (8) que a retomada do crescimento é a meta da área econômica de seu governo. Segundo ele, a população não quer ideologias, mas resultados positivos. O presidente interino se reuniu hoje com cerca de 100 empresários, no Palácio do Planalto, durante evento de apoio à retomada do crescimento da economia brasileira.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“Confesso que essa questão da ideologia hoje está inteiramente fora de moda, o que as pessoas querem são resultados. Se foram positivos, todos aplaudem, se negativos, todos vaiam. Queremos aplausos logo ali na frente, por isso estamos buscando resultados para o país”, disse.

Temer elogiou a harmonia da equipe econômica e disse que ela será capaz de fazer com que sejam atingidos os objetivos do governo. “O crescimento do país gera o combate ao desemprego, gera o emprego”, afirmou.

“Déficit extraordinário”

Ele disse, também, que está encontrando um país com um “déficit extraordinário” e “empresas públicas quebradas”. Segundo o presidente interino, a consolidação dos fundamentos da economia não ocorrerá de um dia para o outro, mas o país poderá entrar nos trilhos “brevemente”.

Temer voltou a elogiar a harmonia entre os poderes Executivo e Legislativo, citando a aprovação de medidas econômicas desde que ele chegou ao cargo, como a revisão da meta fiscal.

Esse foi o primeiro compromisso na agenda de Temer voltado especificamente para lideranças empresariais, desde que assumiu o cargo. O presidente interino, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Pereira, receberam empresários de segmentos como indústria, comércio, agricultura, serviços e educação.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas