Terminam nesta sexta inscrições para Residência Médica com bolsa de R$ 3,3 mil em JP

14
0
COMPARTILHE

As inscrições para o processo seletivo de candidatos às vagas de Residências Médicas em seis especialidades terminam nesta sexta (27). Ao todo, são 26 vagas, sendo quatro de Anestesiologia, quatro de Medicina Intensiva, quatro de Ortopedia, cinco de Pediatria, quatro de Ginecologia e Obstetrícia e cinco de Medicina da Família e Comunidade. As inscrições podem ser feitas no Cefor, localizado na Av. Pedro II, no bairro da Torre, na Capital, ou via Sedex.

Leia mais Notícias no Portal Correio

As atividades das Residências ocorrerão nos Hospitais de Emergência e Trauma, da Capital, Arlinda Marques, Edson Ramalho, em regionais de Cajazeiras e Sousa e na Maternidade Frei Damião.

Profissionais estrangeiros também podem se inscrever, desde que o diploma esteja validado. As residências começarão no dia 2 de março e os residentes receberão, mensalmente, uma bolsa estipulada pelo Ministério da Saúde, atualmente, no valor bruto de R$ 3.330,43. Serão recolhidos sobre esse valor bruto, a contribuição previdenciária e o imposto de renda.

Objetivo

O objetivo principal dos programas de Residência é formar profissionais especialistas para atuarem no Sistema Único de Saúde (SUS), nas áreas de maior carência do Estado. Os programas de Ortopedia e Anestesiologia receberam “menção honrosa” do MEC e a Residência de Anestesiologia alcançou o 4º lugar no último ranking da Sociedade Brasileira, entre os 106 centros de ensino e treinamento do país.

“Em 2010, o programa ocupava a 97ª posição entre 98 Centros, ou seja, o penúltimo lugar”, lembra o presidente da Comissão de Residência Médica (Coreme) e supervisor do Programa de Anestesiologia, professor Gualter Ramalho.

A Residência Médica é um Programa do Ministério da Educação (MEC) desenvolvido na Paraíba desde 2011, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), e a Coreme. É uma pós-graduação caracterizada por treinamento prático e atividades teóricas, destinada a médicos, para atender às carências do SUS na assistência médica.

Para o coordenador estratégico do Cefor-PB, Pedro Rodrigues, as Residências são fundamentais na formação de trabalhadores de saúde para atender as necessidades atuais do SUS. “Os programas provocam e promovem melhorias no cuidado nos serviços de saúde por onde passam. Dessa forma, eles têm potencial para contribuir com a mudança no processo de trabalho dos profissionais dos campos de prática e dos próprios residentes”, avaliou.

Segundo Gualter, além de atender às carências do SUS na assistência médica, as Residências têm apresentando benefícios que superam todas as expectativas. “Recebemos médicos do país inteiro para os diversos programas, um contra-fluxo se compararmos à migração tradicional para os grandes centros do sul e sudeste do país no passado e alcançamos o reconhecimento das instituições médicas nacionais, com a aprovação de 100% dos pós-graduandos nas provas de título das especialidades ofertadas no programa”, ressaltou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas