Trauminha-JP ganha reforço da PM para conter violência contra profissionais

100
COMPARTILHE

O Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma/Trauminha) conta agora com o apoio da Polícia Militar (PM) na segurança aos usuários e servidores. A unidade hospitalar de João Pessoa dispõe da presença de agentes da PM.

Leia também:

Trauminha-JP aguarda posto da PM para proteger médicos ameaçados de morte

Médicos são ameaçados e correm risco de morte no Trauminha de JP, diz CRM-PB

“Devido ao perfil da unidade hospitalar, que recebe vítimas de agressão, inclusive, por arma de fogo, nós solicitamos o apoio da Polícia Militar, e o Capitão Sidnei Paiva disponibilizou dois agentes para atuarem no local”, explica a diretora-geral do Complexo Hospitalar de Mangabeira, Fabiana Araújo.

A gestora afirma que a retomada da atuação da PM já era esperada há alguns anos. “É muito importante este tipo de parceria pelo bem da população, tanto os usuários, como os servidores. Ainda não temos uma cobertura de 24 horas, mas já conseguimos um grande passo e somos gratos a este apoio”, ressalta ela.

De acordo com o capitão Sidnei Paiva, da 2ª Cia do 5º Batalhão de Polícia Militar, em Mangabeira, disse que a presença dos agentes serve para reduzir as ameaças de usuários aos profissionais da saúde e até mesmo aos outros pacientes. “É uma questão de evitar que haja conflitos ou pequenas contravenções humanas”, conta.

O Complexo Hospitalar de Mangabeira é uma unidade de portas abertas que recebe diversos tipos de casos. O Complexo é referência em cirurgias de urgência e emergência nas regiões abaixo do cotovelo e abaixo do joelho, e realiza pequenas cirurgias sem internação.

O serviço ainda inclui consultas médicas ambulatoriais, exames laboratoriais e por imagem, atendimento de urgência urológica e buco-maxilo-facial, tratamentos de recuperação motora por meio do Centro de Reabilitação e Tratamento da Dor (Cendor) e urgência psiquiátrica por meio do Pronto Atendimento em Saúde Mental (PASM).

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas