Trio é preso suspeito de matar jovem e jogar corpo em ribanceira de 30 metros na PB

8
0
COMPARTILHE

Três jovens , de 18, 22 e 28 anos, foram presos suspeitos de participar da morte do ex-presidiário Ednaldo Gomes da Silva Filho, 26 anos, em abril deste, no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa. As prisões aconteceram no fim de semana e dois mandados foram cumpridos dentro de unidades prisionais de João Pessoa.

Leia mais Notícias do Portal Correio

As investigações, que duraram cinco meses, feitas pelo delegado Carlos Othon, do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, apontaram que o ex-presidiário foi morto por ordem do chefe de uma facção criminosa depois de saber que a vítima estava na localidade para observar o tráfico local.

“O tráfico em uma rua da comunidade da Bica, em Várzea Nova, é comandado por uma facção e Ednaldo Gomes estaria infiltrado na localidade para observar o tráfico dessa facção e revelar para a facção rival sobre como é feito o trabalho criminoso. O chefe da facção local soube e encomendou a morte do ex-presidiário”, comento o delegado.

Cinco pessoas estavam envolvidas no assassinato. Duas delas foram presas pouco dias depois do crime e três foram pegas por força de mandados de prisão, sendo dois mandados cumpridos em presídios de João Pessoa.

Carlos Othon disse que Ednaldo Gomes foi morto com cinco tiros e teve o corpo jogado em uma ribanceira de cerca de trinta metros. “Até o Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar o corpo porque a ribanceira é muito alta”, disse.

Os jovens presos serão levados para audiência de Custódia nesta segunda-feira (19).

Leia
mais notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas