Tr?s irm?os suspeitos de tentativa de homic?dio e tr?fico s?o presos na PB

10
0
COMPARTILHE

Após trabalho investigativo realizado pela Delegacia de Mamanguape, na porção Norte da Zona da Mata da Paraíba, a 62 km de João Pessoa, a Polícia Civil, cumprindo mandados de busca e apreensão, prendeu, na tarde desta segunda-feira (15), os irmãos Edvaldo Azevedo Ferreira, 23 anos, Jozivanio Ferreira Pereira, 31 anos, e José Pereira Ferreira, 19 anos, suspeitos de tentativa de homicídio e associação para o tráfico de drogas na região do Litoral Norte do estado.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o delegado Marcos Paulo Soares de Castro, os irmãos Edvaldo, Jozivânio e José Pereira Ferreira estão envolvidos na tentativa de homicídio sofrida por um homem no último dia 23 de maio, na rua principal do bairro Areial, município de Mamamguape. O crime teria sido planejado após a prisão em flagrante de Luiz Carlos de Melo Mendes, no dia anterior ao atentado.

“O preso é apontado como autor de um furto qualificado ocorrido na escola estadual Gustavo Cesar, em Mamanguape, no dia anterior ao crime. Os irmãos Ferreira acreditam que o homem que foi vítima da tentativa de homicídio foi quem acionou a guarnição da Polícia Militar, o que culminou com a prisão do comparsa deles. Daí, o planejamento do crime e a tentativa contra ele”, esclareceu o delegado.

De acordo com as investigações, o suspeito Edvaldo, armado com um revólver e conduzido pelo suspeito Jozivânio em uma motocicleta, abordou a vítima no estabelecimento dela e efetuou três disparos de arma de fogo em direção à mesma. “O suspeito errou o primeiro tiro e os seguintes falharam, dando a oportunidade da vítima reagir à investida e afugentar os indivíduos com uma faca peixeira. Uma guarnição da Polícia Militar esteve no local e apreendeu o revólver calibre 38 utilizado no atentado, que foi entregue ao delegado e enviado à perícia.

“Com medo de sofrer um novo atentado, o homem contratou um funcionário para continuar com o estabelecimento comercial em funcionamento. Mesmo assim, os irmãos Ferreira não desistiram da vingança. Por volta da meia-noite do último dia 3 de junho, o investigado José Pereira Ferreira esteve no bar da vítima armado com um revólver a fim de saber o paradeiro dela, deixando clara a intenção de ameaçar o funcionário e pressioná-lo para revelar onde estaria a possível vítima”, revelou Marcos Paulo.

Ainda segundo o delegado, durante as investigações foram colhidas as declarações da vítima e das testemunhas, as quais foram unânimes em relacionar os investigados a uma associação criminosa que promove o tráfico de drogas nas imediações da escola estadual Gustavo Cesar, inclusive oferecendo drogas para estudantes da referida unidade de ensino. O delegado representou pela prisão preventiva dos suspeitos e por mandados de busca e apreensão nas residências deles, tendo o Ministério Público da Comarca de Mamanguape oferecido parecer favorável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas