Uber chega a João Pessoa e taxistas são contra; veja como vai funcionar

152
0
COMPARTILHE

A partir desta quarta-feira (21), às 14h, João Pessoa passa a ser a quinta capital nordestina com a atuação do aplicativo Uber. A empresa não revelou quantos parceiros já possui na capital, mas que chega aos 10 mil no Brasil e que até o final de outubro serão 50 mil. O Portal Correio já havia adiantado que o serviço estava em fase de implantação na Paraíba.

Leia mais Notícias de Portal Correio

Em João Pessoa, o Uber, trabalha com o tempo de chegada do carro ao local solicitado pelo passageiro em até cinco minutos. De acordo com Letícia Mazon, gerente de Comunicação do Uber, esse tempo pode ser maior nesses primeiros dias porque o serviço estará na fase de implantação. O serviço é cobrado com base numa equação que leva em conta um valor inicial, acrescido de valores pela quilometragem e o tempo do percurso. O cálculo do total a ser pago pode ser simulado direto no aplicativo .

O cancelamento poderá ser feito sem nenhuma taxa se for feito de forma imediata, mas caso o deslocamento do veículo já tenha sido concluído, haverá uma cobrança de R$ 6, feita diretamente no cartão de crédito, como serão realizados todos os pagamentos.

Segundo Letícia, os parceiros do Uber (motoristas) são avaliados. A nota média dos motoristas do Uber é de 4,85 de um máximo de 5. Caso a nota fique abaixo de 4,6, diante de reclamações de passageiros, que também serão avaliados para que possam realizar uma nova corrida, o parceiro pode ser desligado. No aplicativo, é possível identificar o carro e o nome da pessoa que realizará o transporte, o percurso que está sendo feito até a origem da chamada e, durante o trajeto até o destino, é possível verificar e compartilhar com familiares ou amigos a rota.

Caça às bruxas

Letícia afirma que não acredita que em João Pessoa ocorram fatos como os registrados em cidades como Porto Alegre e São Paulo, onde taxistas realizaram até perseguições a motoristas do aplicativo. “Nossa concorrência não é com os táxis, mas sim com os próprios carros particulares, as cidades não suportam um carro por morador e não têm mais para onde crescer, temos que mudar o sistema de mobilidade, ampliar, oferecer mais possibilidades”, diz.

Equação da tarifa

A tarifa base para usar o Uber é de R$ 2,50. A partir daí, para cada quilômetro percorrido pelo veículo é acrescido R$ 1,20 e para cada minuto de demora do trajeto soma-se R$ 0,14.

Taxistas se posicionam contra

A chegada do aplicativo a João Pessoa tem o repúdio do Sindicato dos Taxistas de João Pessoa (Sinditaxi-JP). A entidade diz que o Uber é ilegal e que em várias capitais as prefeituras estão apreendendo os veículos.

O presidente do Sinditaxi-JP, que congrega cerca de 1500 associados, Adauto Braz, disse que “essa atividade é proibida em todo Brasil porque trabalha com carro particular. Dessa forma, na verdade, eles trabalham em todas as cidades através de liminares. No caso de João Pessoa existe lei específica proibindo o Uber (existe um projeto de Lei de autoria da vereadora Raíssa Lacerda – PSD) e nós vamos esperar para ver se vai aparecer gente transportando passageiros e comunicar à Semob pra que sejam apreendidos”.

Braz garantiu que os taxistas não são “contra o Uber em si, mas sim pelo fato de serem transportes clandestinos, que não pagam impostos e chegam para fazer concorrência com quem paga e está, há muitos anos, prestando serviços”.

Adauto adverte motoristas que queiram trabalhar com o Uber. “Na chegada, para atrair pessoas eles oferecem um monte de vantagens. Mas o que está ocorrendo por aí é que o Uber dá 50% de desconto na corrida e os outros 50% divide com o motorista. Muita gente que se endividou pra comprar um carro viu-se ludibriada porque o faturamento não dava para quitar as prestações. Foi uma armadilha”.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas