Uma coisa de cada vez

8
0
COMPARTILHE

O planejamento das ações e avaliação das próprias palavras sempre foram marcas do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. Entre arrumar uma briga e manter amigos, prefere com certeza a segunda opção. Pois bem, reeleito e com projeção ao governo do Estado no nem tão distante 2018, lembrou das duas vitórias sobre os aliados do atual governador – em 2012 e 2016 – e destacou que não faz “política de véspera da eleição”, mas em tempo integral.

Ele fez uma avaliação da gestão que se encerra na próxima semana com muitos pontos positivos, na sua visão, na entrevista de ontem ao programa radiofônico Correio Debate, apresentado por Fabiano Gomes, Victor Paiva e Wellington Farias. Chega ao fim do primeiro mandato com sensação de dever cumprido, contando com boa avaliação.

Essa condição, que teria atraído para seu arco de alianças 16 legendas, é vista pelo gestor como vitória do trabalho com os pés no chão e de mãos dadas pelo bem da cidade. E será com foco nas ações para driblar a crise financeira e continuar com a realização de obras, manutenção de serviços e os compromissos com os servidores, já que 2017 não é ano eleitoral. Eleição de 2018, só deve ser assunto para 2018 – é a mensagem que transmite.

Além de manter um grande número de aliados, o prefeito também conta com parceria do seu vice-prefeito Manoel Junior – que não garante assumir o posto, abrindo mão do mandato de deputado federal. Cartaxo garante que os dois tomarão posse. “Nós fomos candidatos, apresentamos os nomes com este objetivo. O eleitor fez a sua escolha. Manoel Junior tem experiência, vai vir para somar”.

Outra situação para os próximos dias será o encaixe de novas peças ao secretariado. O prefeito afirma que tem uma equipe motivada, madura, e que vai agregar outros nomes para fazer melhor. Como deixou claro: “o grande desafio vai ser fazer mais com menos”.

Cartaxo afirma que não tem pressa para definir a composição, conta com tempo para isso. Afinal, terá quatro anos pela frente. Fica a dúvida se os aliados da campanha vitoriosa seguem o mesmo compasso do prefeito reeleito.

Torpedo

“Fiz um esforço pela unidade, mas não posso dizer que vou interferir diretamente, porque eu não sou vereador, sou prefeito. Até agora os vereadores não chegaram a um entendimento, mas é possível ainda chegar a um consenso”, do prefeito Luciano Cartaxo, sobre a disputa entre aliados pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa.

A desistência…

E o governador Ricardo Coutinho (PSB) desistiu de se licenciar do Governo para descansar por oito dias. O motivo da volta atrás não foi revelado pelo gestor que apenas disse ter sido por ‘problema particular’.

…Frustrou

A notícia pegou aliados de surpresa. A vice-governadora e os presidentes da Assembleia e do Tribunal de Justiça terão que esperar outra oportunidade para ocupar a cadeira mais importante do Estado.

Manobra I

Foi dada a largada para mais uma manobra na Assembleia Legislativa. Ontem o primeiro vice-presidente, João Henrique, apresentou seu pedido de renúncia do cargo, deixando Tião Gomes na função.

Manobra II

A estratégia seria para que Tião chegasse até a presidência. Depende agora do presidente Adriano Galdino de também renunciar a presidência. Coisa que não acredito que faça diante da sua história política.

ZIGUE-ZAGUE

Termina hoje o prazo para que os credores de precatórios inscritos no biênio 2008/2009 se habilitem para receberem seus créditos por meio de acordos.

A medida vai permitir o pagamento por meio da conciliação, dentro da ordem cronológica da lista formada para acordos diretos, com deságio de 40%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas